Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Acusado de tentativa de homicídio é absolvido em Pedreiras

O conselho de sentença optou, por maioria, em absolver o réu.

Foto: Reprodução

A juíza Larissa Tupinambá Castro, titular da 3a Vara da Comarca de Pedreiras, presidiu nesta terça-feira (17) uma sessão de julgamento na qual figurou como réu Benedito Cunha dos Santos Júnior, acusado de crime de tentativa de homicídio. O conselho de sentença optou, por maioria, em absolver o réu.

Conforme o relatório do processo, o crime ocorreu em 14 de fevereiro de 2015, Benedito Cunha e outra pessoa teriam tentado contra a vida de José Anderson Oliveira dos Santos, na porta da casa da vítima. O assassinato somente não teria sido consumado por causa da interferência da irmã de José Anderson. Segue a denúncia, ainda, que os dois suspeitos, ao se aproximarem da vítima, teriam gritado “vai morrer, safado”.

Nesse instante, o homem que estava na garupa da moto que era pilotada por Benedito desceu da garupa e teria começado a disparar contra José Anderson, somente parando de atira após intervenção da irmã da vítima. A defesa pugnou pela impronúncia do réu, afastando a qualificadora, consequentemente.

“Designada para hoje a sessão de julgamento, o Egrégio Tribunal do Júri, após reconhecer por votação majoritária a materialidade com relação à vítima José Anderson de Oliveira Santos, acolheu também, por maioria, a tese da defesa de negativa de autoria”, relata a sentença prolatada pela juíza, confirmando a absolvição do réu Benedito Cunha dos Santos Júnior.

O julgamento contou com a participação da juíza Larissa, da promotora de Justiça Hortênsia Cavalcanti, e dos advogados Plácido Arrais e Pedro Bezerra de Castro.

(CGJ)