Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Hospital Carlos Macieira realiza treinamento com residentes de Cirurgia Geral

A ação faz parte do processo de educação continuada na formação dos residentes da unidade, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Foto: Reprodução

O Serviço de Residência Médica em Cirurgia Geral do Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM) realizou, nestas terça e quarta-feira (17 e 18), o Curso de Endosuturas, ministrado pelo mestre em cirurgia Maxwel Stanford. A ação faz parte do processo de educação continuada na formação dos residentes da unidade, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O coordenador da Cirurgia Geral do HCM e supervisor do Programa de Residência na área, Manoel Francisco da Silva Santos, explicou que foi concluída a 1ª etapa do curso, com aula teórica e parte prática. “O treinamento de endosutura por videolaparoscopia é uma forma de preparar os especialistas para cirurgias avançadas, em que se precisa dar pontos dentro da cavidade abdominal.

A técnica por meio do vídeo é minimamente invasiva, provocando menos dor e uma recuperação mais rápida, além do pós operatório ser mais tranquilo ao paciente”, ressaltou o médico. O consultor Saulo Seixas, do Departamento de Educação Médica Continuada do Instituto Johnson & Johnson ressaltou a relevância do treinamento para os residentes. “As caixas itinerantes de endosuturas auxiliam na abordagem e realização do nó interno, que é um desafio que requer conhecimento. E esse equipamento reúne que há de mais moderno na tecnologia em simulação de videolaparoscopia”.

O residente Pedro Lima elogiou o curso. “O treinamento foi excelente. Esta é uma oportunidade que temos de manipular as pinças cirúrgicas e adquirir uma destreza maior para quando formos realizar as cirurgias de fato, e o aprimoramento da técnica vai ajudar a encurtar o tempo dos procedimentos”, avaliou. O residente José Álvaro Amaral completou. “Esse tipo de curso é muito importante para os residentes em cirurgia geral, pois nos traz mais agilidade. Para alguns procedimentos que não fazemos no dia a dia, precisamos desses simuladores para aprimorar a técnica”, ressaltou.