Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Atrações culturais animam a Feirinha da Ponte, neste sábado (21)

Será a segunda edição do projeto Feirinha da Ponte.

Agricultores familiares oferecem produtos de qualidade na feirinha. (Foto: Divulgação)

Atrações culturais vão animar a Feirinha da Ponte, neste sábado (21), a partir das 9h, na Praça Maria Firmina dos Reis, equipamento social construído pelo Governo do Estado e Prefeitura de São Luís na Vila Gorete e Veleiros, na área do Centro/Camboa, nas proximidades da Ponte Bandeira Tribuzi.

Será a segunda edição do projeto Feirinha da Ponte onde são oferecidos ao público a produção de pequenos agricultores maranhenses que recebem orientação do Programa Agropolos, da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), e do Sistema Agricultura Familiar.

Na programação cultural, samba com o cantor Silvério Costa, conhecido como Boscotó. Haverá, também, as apresentações da banda Conjunto Madrilenos, bloco tradicional Os Feras e tambor de crioula de Apolônio.

Silvério Costa promete movimentar a feirinha com um repertório composto por músicas nacionais, samba e canções tradicionais maranhenses. “A minha expectativa é das melhores, estou ansioso para participar da feirinha. Pretendo fazer uma manhã muito bacana, com muito samba no pé e muita animação”. O sambista parabenizou o Governo do Estado que, por meio da Secretaria de Estado Cultura e Turismo (Sectur), está organizando a programação cultural da feira.

O integrante do Bloco Tradicional Os Feras, Paulo Salaia, garante que haverá muita animação na Praça Maria Firmina neste sábado. “Espero que as pessoas se divirtam e possam apreciar não somente as atrações mas também os produtos e o ambiente”.

A feirinha

A organização da Feirinha da Ponte tem a participação de diversos setores do Governo do Estado. O suporte aos pequenos produtores acontece por meio da Sagrima, Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp).

Há espaço à produção de artesãs da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) e vendedores de lanches atendidos pela Secretarias de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) e Trabalho e Economia Solidária (Setres).

(Secap)