Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Espanha decide dissolver governo da Catalunha e convocar eleição regional

As medidas devem agora ser aprovadas pelo Senado – uma votação está prevista para 27 de outubro.

Foto: Reprodução

O governo da Espanha decidiu hoje (21) destituir o presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, todos seus conselheiros, e convocar eleições em no máximo seis meses em aplicação do Artigo 155 da Constituição com o objetivo de neutralizar a tentativa de independência do governo catalão.

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, disse que foi tomada essa decisão sem precedentes para haver restauração da lei, garantia que as instituições regionais sejam neutras e que haja serviços públicos e atividades econômicas, bem como preservar os direitos civis de todos os cidadãos.

As medidas devem agora ser aprovadas pelo Senado – uma votação está prevista para 27 de outubro.

O governo espanhol decidiu aplicar a Constituição depois que o presidente catalão afirmou, na quinta-feira (19), que o parlamento catalão poderia votar a independência se não houvesse diálogo entre as partes.

O Artigo 155 da Constituição espanhola estabelece que, se uma autoridade autônoma não atende aos requerimentos para voltar à legalidade, o governo pode aprovar um decreto com medidas concretas para assumir as responsabilidades regionais.

Carregando