Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Laudo comprova que Robert Serejo estuprou Alanna Ludmila

Em depoimento prestado à Polícia, o acusado confessou ter estuprado e matado a estudante.

Foto: Reprodução

Laudo do Instituto de Criminalística do Maranhão (ICRIM), divulgado nesta terça-feira (21), comprovou que as amostras de sêmen encontrados no corpo da estudante Alanna Ludmila Borges Pereira, de 10 anos, são do seu ex padrasto, Robert Serejo Oliveira.

Alanna foi brutalmente assassinada no início deste mês. O caso chocou a sociedade maranhense.

O corpo da estudante foi encontrado enterrado no quintal da sua própria casa, no Conjunto Maiobão, município de Paço do Lumiar.

Robert Serejo foi preso dois dias após o assassinato. Ele foi detido no bairro da Estiva, na zona rural de São Luís, quando preparava-se para deixar a capital.

Em depoimento prestado à Polícia, o acusado confessou ter estuprado e matado a estudante.

Serejo continua preso preventivamente no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.