Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Canais famosos do YouTube foram removidos durante a madrugada

Entre os canais afetados estão os do apresentador Conan O’Brien, com 5,2 milhões de inscritos, e da cantora Miley Cyrus, com 10,4 milhões de inscritos e um dos mais assistidos do YouTube no mundo.

Muita gente foi surpreendida na madrugada desta sexta-feira (24) ao perceber que canais famosos do YouTube foram removidos e permaneceram assim durante algumas horas. O mais curioso é que canais famosos dentro da plataforma foram atingidos, deixando milhares de fãs apreensivos ao redor do mundo.

Entre os canais afetados estão os do apresentador Conan O’Brien, com 5,2 milhões de inscritos, e da cantora Miley Cyrus, com 10,4 milhões de inscritos e um dos mais assistidos do YouTube no mundo. O problema também afetou youtubers brasileiros, como Cauê Moura, do Desce a Letra, que tem 5 milhões de inscritos.

Canais como os do apresentador Conan O’Brien, com 5,2 milhões de inscritos, e da cantora Miley Cyrus, com 10,4 milhões de assinantes, foram alguns dos removidos. No Brasil, talvez o mais conhecido entre os que ficaram fora do ar durante parte desta madrugada foi o do youtuber Cauê Moura, do canal Desce a Letra. Por volta das 3h da manhã, ele postou uma mensagem tranquilizando os fãs e avisando que tudo estava reestabelecido.

Dono de um canal com mais de 5 milhões de inscritos, ele explicou em outra postagem que tudo não teria passado de um bug da plataforma de vídeos da Google.

O youtuber Damiani, do canal Damianizando, comentou na rede social que o YouTube estaria testando alguns novos mecanismos, razão pela qual os canais teriam sido tirados do ar sem qualquer outra explicação.

Apesar de não ficar claro, a principal suspeita até agora envolve as novas diretrizes de comunidade do YouTube, que prometem tirar vídeos e canais que produzam conteúdo inapropriado sem a devida sinalização. O ponto, no entanto, é que as novas diretrizes visam produções envolvendo crianças e adolescentes, o que não parece o caso em nenhum dos três canais citados nesta notícia.

Ainda durante a madrugada, todos os canais indevidamente removidos já haviam sido voltados ao normal. Até o momento, o YouTube não se posicionou publicamente sobre o caso. Qualquer explicação dada pela plataforma da Google será adicionada a esta notícia.