Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Saiba 10 dicas de economia para as compras de Natal

Aproveite as férias com as contas em dia.

(Foto: Reprodução)

A data mais importante para o comércio, o Natal, já inicia a movimentação de lojas e shoppings, com horários estendidos e opções variadas para estimular as compras, assim como o comércio eletrônico, que promete invadir redes sociais, sites e caixas de e-mail. Para não gastar muito na hora das compras, a docente do curso de Administração da Anhanguera de Jaraguá do Sul, Jane Marli Spredemann, oferece dez dicas para economizar nas compras de presentes para o Natal e aproveitar as férias com as contas em dia.

1. Programe-se: sair às compras exige planejamento. De maneira geral, somos impulsionados pelo hábito de consumir. É importante parar por um momento, planejar o que deseja comprar e quanto está disposto a gastar. Faça uma lista de tudo o que pretende comprar e estime os valores que gastará com cada um dos presentes ou produtos.

2. Equilibre o seu orçamento: o velho ditado “não gaste mais do que você ganha” não pode ser esquecido nesse momento. Ultrapassar os limites traz consequências financeiras, que podem comprometer seu orçamento. Se for necessário, restrinja o número de pessoas presenteadas ou reduza os valores do presente que pretende dar a cada uma. O importante é respeitar os limites dos valores que você pode gastar.

3. Antecipe a data de suas compras: o brasileiro tem o hábito de deixar tudo para a última hora. Assim, os produtos se tornam escassos e, portanto, aumentam de preço, principalmente os que possuem relação direta com o Natal e Réveillon. Antecipe-se, você fará suas compras com calma e também com maior economia.

4. Não leve muitas pessoas com você: levar as crianças às compras, por exemplo, pode comprometer o seu orçamento, já que o comércio prepara vitrines de encher os olhos e as crianças ficam encantadas. Então, para evitar gastos excessivos, limite o número de pessoas que irá com você.

5. Não tenha pressa na hora de comprar e pesquise muito: nesta época, o comércio está cheio de ofertas, pesquise em diversos locais antes de efetuar a compra. Pode ser cansativo, mas a economia será significativa.

6. Evite mudar de ideia no meio do caminho: quando você programou seus gastos, fez isso pensando em produtos que pudessem atender a todas as suas necessidades. Se precisar mudar de estratégia no meio do caminho, tudo bem, mas lembre-se que tudo o que exceder seu orçamento fará falta lá na frente.

7. Negocie as condições de compra: não aceite qualquer proposta. Pechinche! Prefira comprar à vista, já que essa condição normalmente vem acompanhada de bons descontos, e lembre-se: o dinheiro tem valor no tempo, então, se o preço a prazo é o mesmo que o preço à vista, a melhor opção será a prazo, já que não há nenhuma vantagem em fazê-lo de imediato.

8. Controle as suas compras a prazo: facilidades como cheque pré-datado ou parcelamentos em cartões de crédito podem ser tornar verdadeiras armadilhas. É vantajoso comprar a prazo somente se tiver certeza que poderá pagar esses compromissos no vencimento.

9. Compare o que você previu gastar com o que realmente gastou: esse é um momento importante para avaliar como ficou seu planejamento inicial. Compare os resultados e verifique o quanto economizou com esse processo. Conhecer esses números lhe trará muitas surpresas.

10. Aplique bem o que sobrar: organize-se para não gastar tudo o que você tem. Guarde tudo o que conseguiu economizar e faça dessa economia um hábito. O seu bolso irá agradecer!