Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Veja os filmes imperdíveis que chegam em janeiro

10 filmes imperdíveis que chegam aos cinemas em janeiro de 2018

Jumanji – Bem-vindo à selva

Previsão de estreia: 4 de janeiro

© Foto: Divulgação

20 anos após a fuga do personagem de Robin Williams do jogo Jumanji, quatro adolescentes são sugados novamente para dentro do jogo, agora na forma de um video-game antigo. Dentro de Jumanji, eles se veem transformados nos avatares que escolheram (Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart e Karen Gillan) e têm que sobreviver aos desafios da selva se quiserem retornar ao mundo real.

Viva – A vida é uma festa

Previsão de estreia: 4 de janeiro

© Foto: Divulgação

Apesar de a música ter sido banida há gerações de sua família, Miguel sonha em se tornar um grande músico como seu ídolo, Ernesto de la Cruz. Desesperado para provar seu talento, Miguel se transporta, acidentalmente, para a deslumbrante e pitoresca Terra dos Mortos, de onde precisará sair antes que as festividades do Dia de los Muertos se encerre, ou ficará para sempre preso na companhia de seus antepassados.

Visages, villages

Previsão de estreia: 4 de janeiro

© Foto: Divulgação

Agnès Varda e JR têm coisas em comum: sua paixão por imagens e, mais particularmente, o questionamento sobre os lugares onde elas são mostradas e a maneira como são compartilhadas e expostas. Agnès escolheu o cinema. JR escolheu criar galerias fotográficas ao ar livre. Quando os dois se conheceram, em 2015, imediatamente quiseram trabalhar juntos —fazer um filme na França, longe das cidades. Em encontros aleatórios ou planos pré-concebidos, eles partem em direção a outras pessoas e as convidam a segui-los em sua viagem no caminhão fotográfico de JR.

The square – A arte da discórdia

Previsão de estreia: 4 de janeiro

© Foto: Divulgação

Vencedor da Palma de Ouro e um dos nove pré-indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2018, “The Square” estreia em janeiro pronto para dividir opiniões. O filme, propositalmente contraditório, acompanha o respeitado curador de um museu de arte contemporânea que prepara uma nova instalação: um quadrado desenhado no chão de uma praça onde os transeuntes são convidados a praticarem atos de altruísmo.

O destino de uma nação

Previsão de estreia: 11 de janeiro

© Foto: Divulgação

Se for preciso escolher um único motivo para ver “O Destino de Uma Nação”, que seja a transformação radical de Gary Oldman no Primeiro Ministro britânico Winston Churchill. O filme mostra sua vida nos primeiros dias do cargo, ao final da Segunda Guerra Mundial, quando Churchill precisa decidir entre negociar com Hitler ou se manter firme contra ele, contrariando seu próprio partido e colocando em risco seu futuro na política.

Me chame pelo seu nome

Previsão de estreia: 18 de janeiro

© Foto: Divulgação

No norte da Itália, em 1983, um garoto de 17 anos se envolve com o assistente de seu pai, de 24 anos, com quem descobre sua sexualidade e percebe que, apesar de já ser bastante maduro para sua idade, ainda tem muito o que aprender sobre sentimentos.

Maze Runner – A cura mortal

Previsão de estreia: 25 de janeiro

© Foto: Divulgação

No último filme da saga, Thomas lidera um grupo de fugitivos em sua missão mais perigosa: para salvar seus amigos e encontrar a cura para uma doença conhecida como “fulgor”, eles precisam invadir uma cidade lendária, atravessando um labirinto ainda mais letal que os anteriores.

Previsão de estreia: 25 de janeiro

© Foto: Divulgação

Baseado em fatos reais, o longa dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Hanks e Meryl Streep reconta o momento em que o jornal Washington Post decidiu publicar documentos do Pentágono que revelavam segredos do planejamento sobre a Guerra do Vietnã.

Artista do desastre

Previsão de estreia: 25 de janeiro

© Foto: Divulgação

Dirigido e estrelado por James Franco, “The Disaster Artist” recria os bastidores da produção de um filme que foi considerado um dos piores do mundo – “The Room”, de Tommy Wiseau. Ironicamente, o “filme sobre o filme” tem sido apontado como uma das melhores surpresas do ano pela crítica internacional.

Todo o dinheiro do mundo

Previsão de estreia: 25 de janeiro

© Foto: Divulgação

Uma das maiores polêmicas a emergirem neste final de 2017 foram as acusações de assédio contra o ator Kevin Spacey. Como resultado, o diretor Ridley Scott realizou uma das substituições mais radicais na história do cinema em seu filme “Todo o Dinheiro do Mundo”: em apenas nove dias, todas as cenas de Spacey – que era o protagonista – foram regravadas para estrelar, no lugar, Christopher Plummer. O resultado chega aos cinemas brasileiros no final de janeiro.

 

(Guia da Semana)