Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Defesa Civil orienta sobre o uso correto de fogos de artifícios

É preciso estar atento para evitar acidentes graves e possíveis imprevistos.

Uso inadequado de fogos pode causar queimaduras graves e sequelas irreversíveis (Foto: Divulgação)

Índices de acidentes ocasionados pela queima inadequada de fogos de artifícios geralmente aumentam nas comemorações de fim de ano. Para evitar incidentes, a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil orienta a população sobre os cuidados necessários com esses artefatos durante o Réveillon.

O uso incorreto dos dispositivos pode gerar sérios riscos, como queimaduras, mutilação de dedos, mãos e até casos mais graves. “Os fogos de artifícios é o momento mais esperado por grande parte da população que comemora a virada de ano. A manipulação inadequada desses artefatos, pode causar sequelas graves e, às vezes, irreversíveis”, explica Josiano Galvão, superintendente da Defesa Civil.

Ele alerta sobre medidas de segurança para a solta de fogos: “Nas comemorações da virada de ano é bastante comum as pessoas ingerirem bebidas alcoólicas, isso é preocupante, uma vez que bebidas e fogos não combinam. A atenção tem que ser redobrada, e os fogos manipulados longe de pessoas, edificações elétricas, muito menos em ambiente fechados”, explica.

Principais cuidados ao manusear fogos de artifício:

Não ingerir bebidas alcoólicas antes do manuseio;
Não permitir que crianças manuseiem os fogos;
Sempre comprar em lojas com o certificado dos órgãos de segurança e controle;
Adquirir fogos equipados com bases de apoio ou suportes para serem instalados e disparados do chão;
Evitar soltar os fogos “na mão”, sempre usando extensores, suportes e luvas quando possível;
Ler e seguir as instruções nos rótulos das embalagens;
Não soltar embaixo de árvores ou fiações elétricas.

Carregando