Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ritmos maranhenses embalam primeiro dia do ano

Projeto idealizado pela Máquina de Descascar’alho vai reunir vários sotaques maranhenses na Madre Deus durante o mês de janeiro

Máquina de Descascar’alho. (Foto: Divulgação)

Há 31 anos a Máquina de Descascar’alho dá o pontapé para a temporada pré-carnavalesca em São Luís. Mas este ano vem com uma novidade. É o Projeto Batuques Maranhenses que vai acontecer nos dias 1º, 7, 14 e 21 de janeiro, no Largo do Quinto (sede da Turma do Quinto).

A Máquina será a anfitriã do Projeto que terá, entre os convidados Bloco Alternativo Vagabundos do Jegue, Marabloco, Blocos Tradicionais Os Feras e Príncipe de Roma, Madrilenus, Ritmistas da Madre Deus, por exemplo. O patrocínio é do Centro Elétrico, com apoio do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

O Projeto é uma realização da Máquina de Descascar’alho e vai reunir todos os sotaques do carnaval maranhense neste mês de janeiro, fazendo uma prévia do período de momo na capital.

Esta etapa da primeira edição do Projeto começa às 17h e terá, entre os convidados da Máquina de Descascar’alho, o Bloco de Samba Fuzileiros da Fuzarca, Regional e a Bateria Explosão da Turma do Quinto, grupos de samba e pagode.

“Será a oportunidade dos maranhenses, e de quem estiver na cidade nessa época, curtir o primeiro dia do ano ao som da música da nossa terra e prestigiar o caldeirão que é o nosso carnaval de rua. O Batuques Maranhenses também vem valorizar a nossa produção cultural e os diversos ritmos que compõem o nosso carnaval”, aponta Silvério Boscotô, vocal e surdo da Máquina, além de idealizador do projeto.

Sobre a Máquina

A Máquina de Descascar’alho é um grupo nascido no coração do tradicional bairro da Madre Deus, em 1º de janeiro de 1986. O grupo foi idealizado por jovens artistas aglutinando milhares de adeptos à brincadeira. Tem no gênero as marchas de carnaval, samba, blocos, tambores e afoxés a base de seu repertório, desde interpretação de obras de reconhecidos artistas da esfera nacional a composições próprias e a valorização e resgate de composições maranhenses da ‘velha guarda’ que moravam ou costumavam frequentar o bairro boêmio.

O grupo se consolidou ao longo dos anos, participando de inúmeros festivais e shows na cidade, no circuito Centro e periferia da Ilha, como forma de estabelecer sua expressiva veia musical a fim de alcançar o reconhecimento do público em geral.

Programação 1º de janeiro

17h – Grupos de Samba e Pagode

19h – Fuzileiros da Fuzarca

20h – A Máquina de Descascar’alho

22h – Regional e Banda Explosão TQ

Serviço

O quê? Projeto Batuques Maranhenses

Quando? 1, 7, 14 e 21 de janeiro, às 17h

Onde? Largo do Quinto (Madre Deus)

Quanto? Aberto ao Público

Carregando