Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

“Há 62 anos no poder, Sarney descobriu agora que há pobreza no Maranhão”, dispara Flávio Dino

De acordo com o governador, durante décadas no poder no Maranhão “o coronelismo maranhense jamais criou as condições para a nossa educação se desenvolver. E agora reclamam de pobreza.”

Foto: Reprodução

Flávio Dino mais uma vez rebateu as críticas do ex-senador José Sarney ao seu governo. Para Dino, só agora o pai de Roseana Sarney, que foi quatro vezes governadora, descobriu que há pobreza no Maranhão. “Foi deputado, governador, presidente da República, presidente do Senado por 3 vezes. E agora ele [Sarney] cobra que eu resolva suas omissões em apenas 3 anos. Oposição irresponsável”, declarou.

De acordo com o governador, durante décadas no poder no Maranhão “o coronelismo maranhense jamais criou as condições para a nossa educação se desenvolver. E agora reclamam de pobreza. Basta ver que me entregaram IDEB de 2,8 e em queda. Um escândalo”, lembrou.

O comunista frisou que a oligarquia governava para poucos e privilegiava uma turma que somente se locupletava do poder. “Para os que têm sobrenome Sarney/Murad/Lobão. Sempre vetaram e perseguiram quem pensava diferente. Nunca usaram o poder federal em favor dos 99% da população que tanto precisam de políticas públicas”, disparou Flávio Dino.

Ainda segundo Dino o clã Sarney desmoraliza até os próprios veículos de comunicação do grupo para simplesmente atacá-lo. “Os ataques do império midiático do coronelismo se voltam até contra empresas associadas ao próprio grupo, no caso o site G1. Tudo porque o site reconheceu que estamos cumprindo fielmente nosso programa de governo, com índice de 92%, o maior do País”, observou.

Abaixo, a íntegra do desabafo do governador.

Há 62 anos no poder, o senador Sarney descobriu agora que há pobreza no Maranhão. Foi deputado, governador, presidente da República, presidente do Senado por 3 vezes. E agora ele cobra que eu resolva suas omissões em apenas 3 anos. Oposição irresponsável.

Durante essas décadas no poder, o coronelismo maranhense jamais criou as condições para a nossa educação se desenvolver. E agora reclamam de pobreza. Basta ver que me entregaram IDEB de 2,8 e em queda. Um escândalo.

Sempre governaram para poucos. Para os que têm sobrenome Sarney/Murad/Lobão. Sempre vetaram e perseguiram quem pensava diferente. Nunca usaram o poder federal em favor dos 99% da população que tanto precisam de políticas públicas.

A maior política de combate à pobreza está na educação. Temos ações desde a educação infantil à pos-graduação. Já fizemos obras de manutenção, reforma ou construção em 700 Escolas. E atualmente temos um IDEB em crescimento. Basta comparar.

Os ataques do império midiático do coronelismo se voltam até contra empresas associadas ao próprio grupo, no caso o site G1. Tudo porque o site reconheceu que estamos cumprindo fielmente nosso programa de governo, com índice de 92%, o maior do País.

A nossa resposta para tanta injustiça e perseguição é a de sempre: muito trabalho para concluir essa etapa e a apresentação de um novo programa de governo para impulsionar ainda mais o Maranhão.