Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Feirinha São Luís une economia criativa e Carnaval na primeira edição de 2018

Na edição deste domingo (7), a programação cultural foi recheada de atrações carnavalescas.

Tendo como um de seus objetivos ser mais um canal de escoamento da produção agrícola local, a Feirinha São Luís agrega ainda outros atrativos como gastronomia e artesanato, além da programação cultural que em 2018 chegou em ritmo de Carnaval. Na edição deste domingo (7), a programação cultural foi recheada de atrações carnavalescas como Bicho Terra, Gabriel Melônio, bloco Fuzileiros da Fuzarca e a Escola de Samba Marambaia. Uma realização da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), a iniciativa ocorre sempre aos domingos, de 7h às 15h, na Praça Benedito Leite.

Integrante da escola de samba Marambaia durante apresentação deste domingo (7)

“Daremos continuidade em 2018 a este que é um programa exitoso da nossa gestão e que se consolidou por ser uma ação importante de reocupação do centro, de fortalecimento da agricultura familiar e de incentivo à economia criativa e valorização das manifestações culturais. Hoje á Feirinha é um espaço de comercialização de produtos agrícolas e de lazer para famílias ludovicenses e para turistas”, disse o prefeito Edivaldo.

A presença dos grupos culturais é mais um atrativo para quem visita a Feirinha. Até o Carnaval os domingos na Feirinha serão no ritmo momesco. “Vamos manter a ideia de edições temáticas ao longo desse novo ano, trazendo sempre inovação para chamar o público, como nas edições anteriores. Durante esse período de folia, as atrações carnavalescas maranhenses que são fortes e diversas serão evidenciadas na Feirinha”, disse o secretário.

(Foto: Divulgação)

A turismóloga Raphaela Dias é frequentadora assídua da Feirinha São Luís. “Movimenta o turismo na cidade, pois apresenta em um só espaço artesanato, gastronomia e cultura. E durante o período carnavalesco, podemos mostrar toda diversidade cultural única do Maranhão”, destacou ela.

A Feirinha São Luís iniciou em junho de 2017 e conquistou o público ao longo de 30 edições. Apenas no primeiro ano, movimentou, em média, 15 toneladas de produtos e subprodutos da agricultura local.

Além do carro chefe da feirinha, que tem foco na venda dos produtos da agricultura familiar produzidos na capital, a gastronomia é outro ponto forte e, a cada edição, um novo comandante na Barraca do Chef traz diversas delícias. Dessa vez, a convidada foi Eline Mendonça, do restaurante Tempero da Nega, especializado em comida típica regional.

José de Ribamar Miranda, do Sonho Gelado – Dindin Gourmet.

O jovem empreendedor José de Ribamar Miranda ainda está na universidade cursando ciências biológicas e viu na feirinha uma oportunidade para ganhar uma renda também aos domingos. “Desde a primeira vez que nós da Sonho Gelado – Dindin Gourmet vimos o projeto, nos apaixonamos pela ideia, e procuramos integrar o time de pessoas que utilizam o espaço para movimentar a economia. Daí em diante não paramos mais e pretendemos continuar pois é prazeroso, unimos o trabalho com a diversão em um só lugar”, explicou o empreendedor.

A Feirinha São Luís reúne 29 barracas para venda de produtos oriundos da agricultura familiar, 30 destinadas ao artesanato, 22 para alimentação e ainda 12 food trucks. Quem vai à Feirinha pode adquirir produtos agroecológicos diretamente dos produtores.

Carregando