Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Filme gravado na capital maranhense será lançado no Cine Praia Grande

O filme “Jamaica Brasil”, ambientado em nossa cidade, mostra vários aspectos da realidade local.

Os dois ludovicenses gravaram o filme durante dois anos e oito meses. (Foto: Francisco Silva)

Por Nelson Melo

Considerado pioneiro na capital maranhense, dois ludovicenses lançarão, nos próximos dias 16 e 18 deste mês, Centro Histórico de São Luís, o filme “Jamaica Brasil”, ambientado em nossa cidade e que mostra vários aspectos da realidade local. César Júlio Aires Alves, de 38 anos, e Misael Chivoque, 29, abordam, dentre outros pontos, a violência urbana nas periferias.

Em entrevista concedida ao Jornal Pequeno, eles disseram que o filme narra a história de quatro garotos que foram criados em área de palafitas em São Luís, na região do bairro da Liberdade, cujas alcunhas são “Radical”, “Mike”, “Criolo” e “Corea”, sendo que os dois últimos se tornaram os maiores traficantes da localidade quando adultos. “Radical”, durante o enredo, viaja a São Paulo, onde mora sua mãe, mas retorna à capital maranhense 17 anos depois.

Nesse período, “Criolo” morre em uma operação policial, mas “Corea” deduz que o seu amigo foi assassinado por membros de uma facção rival. Outras situações ocorrem decorrentes deste fato, como César e Misael comentaram. A produção cinematográfica, finalizada após dois anos e oito meses de gravações, retrata a realidade ludovicense, nesse contexto de rivalidade entre organizações criminosas, mas, também, mostra a nossa cultura, com suas riquezas e encantos.

O filme está centrado em questões sociológicas e antropológicas da realidade ludovicense, mas uma de suas mensagens é que “o crime não compensa”. A obra cinematográfica de Misael e César será lançada em duas sessões no dias 16 e 18 de janeiro, a partir das 18h30, no Cine Praia Grande, onde os ingressos, que custam o valor simbólico de R$ 16, podem ser comprados.

 

Carregando