Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Bicicleta do Samba faz sua 4ª prévia do carnaval neste sábado

Rua do Egito se transforma no Circuito do Samba maranhense e recebe um quinteto de vozes femininas.

O Circuito da Bicicletinha ganhou mais atrações para a sua 4ª Prévia da temporada cheia de novidades, e promete arrepiar o espaço glamoroso do samba maranhense com cinco vozes femininas que irão agigantar o ambiente criado na Arena Bicicletiana e presentear o público com umas das mais admiráveis produções de samba dos últimos anos no cenário da capital, Nivaldo Santos e Banda.

3ª prévia da Bicicleta do Samba. (Foto: Divulgação)

A festa que promete engrandecer ainda mais este projeto musical momesco idealizado para reverenciar o samba, as marchas e os frevos carnavalescos, chega a sua quarta edição trazendo ainda as vozes maravilhosas de Lena Machado, Fernanda Garcia, Mariana Almeida, Yarinne Rocha e a goiana Negra Janne, esta última que fará uma apresentação especial para o público maranhense nessa que se tornou a grande folia do pré-carnaval ludovicence.

Uma festa para ficar guardada na memória e também para reivindicar o espaço como futuro circuito do samba maranhense na pré-temporada carnavalesca de São Luís, dando assim o devido respeito aos sambistas que aqui frutificam suas carreiras e mostrando ao visitante que chega à cidade o que de bom o maranhense sabe fazer em termos de samba.

A tarde/noite, prevista para as 18h nessa quarta semana do pré-carnaval, começa com uma programação afinada para os sambistas e simpatizantes do ritmo mais dançante do país. Na linha de abertura, a Bicicleta do Samba faz as honras da casa e abre a festa sacudindo a galera com seu repertório variado de sambas que marcaram inúmeras gerações e fizeram a cabeça dos amantes da boa música nas composições de nomes como: Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Agepê, Gonzaguinha, Benito de Paulo, Cartola, Chico Buarque, Arlindo Cruz, Nelson Sargento, Zeca Pagodinho, Candeia, João e Diogo Nogueira, Pixinguinha, Bezerra da Silva, Alcione, Ivone Lara, Beth Carvalho, Laci Brandão; assim como maranhenses como: Cristovão Alô Brasil, Lopes Bogéa, Cesar Teixeira, Josias Sobrinho, Joãozinho Ribeiro, entre outros.

Os sambas enredos ganham força na Bicicletinha do Samba onde são relembrados sucessos cariocas e maranhenses como: “Aquarela Brasileira” e “Bumbum Paticumbum Prugurudum”, Império Serrano; “Bahia de Todos os Deuses”, “Pega no Ganzé” e “Peguei o Ita”, Salgueiro; “A Criação do Mundo na Tradição Nagô”, Beija Flor; “O Amanhã”, União da Ilha do Governador; “Das maravilhas do mar, fez-se o esplendor de uma noite”, Portela; sem esquecer de destacar também eternas maravilhas maranhenses como: “Haja Deus”, “Foi Dã que deu origem a Daomé”, “O Circo”, Flor do Samba; “Praia Grande”. “Sublime Mãe Senhora”, “50 Anos da Mangueira”, dentre outras escolas de sambas como: Favela do Samba, Unidos de Fátima e Marambaia.

As marchinhas que fizeram sucessos no passado dão o tom dos antigos carnavais das décadas de 70 e 89, onde são cantadas perolas com: Jardineira, Se Você Fosse Sincera, Aurora, As Pastorinhas, Mascará Negra, Até Quarta-Feira, Ta – Hi, entre outras. Os frevos do Recife também são cantados, por lá: Vassourinha, Frevo Mulher, Banho de Cheiro, Voltei Recife, Festa no Interior, Me segura senão eu caio e assim por diante, uma festa da musicalidade brasileira.

NIVALDO SANTOS – Intérprete e sambista, idealizador e fundador de projetos como: “Ensaio / Nivaldo Santos e Convidados e Samba de Gente Bamba”, o músico trabalha com sonorização e produção artística na cultura samba.

Nivaldo Santos e Banda. (Foto: Reprodução)

Através dos seus projetos torna-se também mensageiro e divulgador de intérpretes, compositores e artistas de outros segmentos culturais. Ao longo de sua carreira já se apresentou dividindo o mesmo palco em parceria com grandes nomes do samba, como: Antônio Vieira, César Teixeira, Patativa Silva, Rose Maranhão, Fernanda Garcia, Toninho Gerais, Adilson Bispo, Josias Filho, Serrinha do Maranhão, Vanderley Monteiro, Naninha da Vila dentre outros.

Vencedor do “Festival de Música Carnavalesca 2014”, na categoria, melhor música e melhor intérprete, homenageado com o prêmio “Melhores do Samba 2014 / 2015 / 2016”, vencedor do 1º concurso “Um Samba pra Iaiá 2016”, com interpretação e composição autoral, “No Terreiro de Iaiá” e homenageado pelo conjunto da sua obra com o prêmio “Cavaco de Ouro 2016, Nivaldo Santos vive um grande momento no samba maranhense.

Como intérprete, apresenta-se em diversos eventos e casas de show, proporcionando entretenimento e valorização da nossa cultura, visando difundir através do seu repertório toda riqueza cultural que emana dos maranhenses.

LENA MACHADO – Natural de Zé Doca, no Maranhão, a cantora Lena Machado vive em São Luís, capital do estado, há dez anos. Canta desde a adolescência, mas a profissionalização da carreira artística começou em 2005 quando fez sua estréia nos palcos da capital maranhense.

Lena Machado. (Foto: Divulgação)

Com dois discos gravados: “Canção de Vida” lançado em 2007; e o segundo álbum “Samba de Minha Aldeia”, lançado em 2009; ambos com produção independente, Lena Machado está em fase de conclusão do terceiro disco solo. Batizado de “Batalhão de Rosas”, música do jovem compositor Bruno Batista, o álbum foi gravado no Rio de Janeiro em abril de 2016, com participação de grandes instrumentistas maranhenses e de outras regiões do país. O terceiro CD solo tem previsão de lançamento para este ano de 2018.

Admiradora confessa dos gêneros samba, choro e baião, para ela, os gêneros mais significativos e importantes da música brasileira, de onde vêm suas principais influências musicais, Lena Machado já se apresentou em palcos diversos como: Teatro Arthur Azevedo, Teatro Alcione Nazaré, Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade) e SESC- em São Luis, e em outros cantos do Brasil afora, como o tradicional Feitiço Mineiro, em Brasília e no Centro Cultural em Aracaju (SE).

FERNANDA GARCIA – Cantora, maranhense, nascida em São Luís, iniciou a carreira no canto coral, seu grande ídolo é o pai, já falecido, que fazia saraus em casa , recebendo os amigos para cantar, daí então conheceria canções de grandes ícones da MPB, como Nelson Gonçalves, Clara Nunes, Cartola, Adoniran, Dalva de Oliveira,dentre outros vários cantores do rádio.

Fernanda Garcia. (Foto: Divulgação)

Entrou em canto coral com o regente Fernando Mouchrek, adquirindo daí muita experiência e educação vocal, fez cursos de técnicas vocais em São Paulo e em São Luís e a partir daí tornou-se profissional da música representando a MPB em bares e eventos em geral em São Luís.

A cantora tornou-se destaque em festivais, sendo muitas vezes premiadas em São Luís e outros estados do Brasil. Já apresentou-se em salões de turismo e intercâmbios culturais em São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Salvador, Belém,dentre outros.

Teve apresentações de seu trabalho na Itália, em Verona, Milão e Veneza, a convite da Comuni di Verona.

Fernanda Garcia possui dois CDs gravados, sendo seu último trabalho gravado um EP de sambas, gravado no Rio de Janeiro, com destaque e premiação como música do ouvinte na rádio Universidade FM em uma das faixas.

Foi a representante do estado no prêmio da música popular brasileira com homenagem ao samba, dividindo o palco com grandes sambistas como Beth Carvalho, Altair Veloso, Arlindo Cruz, Dudu Nobre, Zélia Duncan e Mariene de Castro.

Produz seus shows pela cidade e representa seu estado em várias festividades do calendário cultural do Maranhão.

Apesar da grande influência no samba, a cantora não se considera representante apenas desse gênero musical, se denomina como representante da música popular brasileira em geral.

Idealizadora de projetos como: “Sarau Fernanda Garcia”, “Samba e Canções”, “Samba da Benção”, “Terra Brasil”, Fernanda está caminhando para gravar um novo álbum contendo composições próprias e parcerias com outros compositores do Brasil.

MARIANA ALMEIDA – Cantora maranhense que vem se destacando no cenário musical com sua voz aguda e singular afinação, Mariana passeia por um repertório irretocável da MPB. Com apresentações sempre bem recebidas pelo público, vem se destacando gradativamente a cada show.

Mariana Almeida. (Foto: Divulgação)

Solista no Projeto Sarau Histórico da Prefeitura de São Luís, tem também em sua carreira, participações em shows e CDs de autores maranhenses, além de integrar a Companhia Barrica.

YARINNE ROCHA – A cantora está há mais de 05 anos na música maranhense. Já fez inúmeras apresentações em barzinhos e espaços alternativos de sambistas maranhenses. Participou de shows com o músico e professor Joãozinho da Viola com destaque para o “Tributo ao Rei Roberto Carlos” em canções MPB. Participou também do show recordação, com a produção e direção de musical de Joãozinho da Viola e com o Sambista Wilson Ilha cantando Zeca Pagodinho grande sambista brasileiro.

Yarinne Rocha. (Foto: Divulgação)

NEGRA JANE – Uma cantora com vasta experiência em música popular brasileira. A Cantora Negra Jane nascida em São Miguel do Araguaia, em 29 de julho de 1982, é filha de Manoel Messias e Maria Ilza, cresceu em um lar evangélico onde a música esteve sempre presente. Negra Jane começou a cantar muito cedo e, antes de se dar conta, encantava as pessoas por sua voz marcante. Ainda sem muito contato com o samba, estilo que atualmente interpreta com maior frequência, Negra Jane cantava música sertaneja devido à grande influência do estilo em sua cidade. Sua voz acalentava bem no balanço das músicas de Sandra de Sá aos modões de amores trágicos da música sertaneja. Em 2008 foi para o Rio de janeiro em busca de conhecimento sobre música. Conheceu diversas rodas de samba, compositores e produtores. Ainda no Rio participou do Programa do Jason na TV Net, com a música o Bêbado e o equilibrista (Elis Regina), vencendo mais um festival. Como prêmio gravou três músicas, dos renomados compositores Paulo Debétio e Dido Oliveira. De volta a Goiás, Negra Jane cantou ao lado de alguns cantores de renome como Chico Rey e Paraná, Cleber e Cauã e Gabriel Gava. Em 2013, ao ganhar um dos destaques de melhores do ano, pelo instituo Ângulo Pesquisas, Negra Jane foi agraciada com uma viagem para Rondônia onde dividiu o palco com o cantor Daniel. Neste mesmo ano Negra Jane realizou a abertura do show da cantora Alcione. No ano seguinte teve a oportunidade de dividir o palco com Xande de Pilares na Cidade de Goiânia, em um dos restaurantes onde canta. Em junho de 2017 mais uma vez no Rio de Janeiro, foi uma das atrações da tradicional Feijoada da Mocidade Independente de Padre Miguel (escola campeã do carnaval Rio/2017). Fez também apresentações em consagrados redutos de samba como Clube Renascença, Beco do Rato e Carioca da Gema. Negra Jane tem como inspiração às cantoras: Clara Nunes, Tânia Alves, Roberta Miranda, Alcione, Jovelina Perola Negra, Beth Carvalho, Ivone Lara e Elis Regina.

Negra Jane. (Foto: Divulgação)

Carregando