Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mais de 17 mil multas por excesso de velocidade foram aplicadas em 2017 nas BRs que passam pelo Maranhão

Essa também foi a principal causa para os acidentes registrados em todo o ano passado

Devido aos excessos cometidos em 2017, a Polícia Rodoviária Federal vai intensificar as fiscalizações durante o Carnaval nas rodovias federais. Foto: Gilson Ferreira

O excesso de velocidade ficou com o primeiro lugar no ranking de multas aplicadas em rodovias federais que passam pelo Maranhão, conforme balanço feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Conforme o levantamento, foram 17.910 multas referentes a esse tipo de infração registradas pelos aparelhos de radar móvel, do total de 70.179 penalidades aplicadas aos condutores de veículos, que cometeram diversos tipos de infrações nas BRs. A PRF aponta o excesso de velocidade como um dos principais motivos para os acidentes nas estadas federais que cortam o território maranhense.

Em relação ao total de acidentes, ainda de acordo com a PRF, foram 1.558, o que dá uma média superior a quatro ocorrências por dia nas estradas maranhenses. Em comparação com 2016, houve um aumento em 94 ocorrências, tendo o ano retrasado registrado o total de 1.464 acidentes. De um ano para o outro, houve uma variação de 6% nesse tipo de ocorrência na malha rodoviária federal que passa pelo estado. Antônio Noberto lembrou que dois acidentes do ano passado ajudaram a elevar as estatísticas, em especial os relacionados ao número de mortes. No dia 25 de fevereiro, um veículo modelo HB20 se chocou frontalmente com um caminhão na BR-135, a 103 quilômetros da capital maranhense. Na ocasião, os cinco ocupantes do HB20 morreram – sendo eles todos universitários que foram passar o Carnaval no interior.

No dia 10 de setembro do ano passado, na BR-222, nove pessoas morreram após a colisão frontal de dois veículos. De acordo com informações da PRF, o acidente aconteceu nas proximidades de Açailândia (a 550 quilômetros de São Luís). O excesso de velocidade foi apontado, à época, como a principal causa. Outros acidentes ocorridos na BR-316, BR-222, BR-010 e na BR-135 também
foram motivados por velocidade excessiva sob a pista molhada. “Mesmo com um trabalho intensificado da PRF diário de conscientização sobre os riscos do excesso de velocidade. Mesmo com o radar móvel espalhas pelas estradas federais que cortam o estado, ainda sim, pessoas morrem e matam pela pressa de chegar logo ao seu destino”, disse Noberto.

Segundo o inspetor, a PRF intensificará nas próximas semanas o trabalho de fiscalização, visando as festas de Carnaval. Serão montadas barreiras em pontos estratégicos e haverá o uso dos radares móveis.

NÚMEROS

Foram registrados 1.464 acidentes em 2016, e 1.558 em 2017. O número de feridos foi de 1.369 em 2016, e 1.467 no ano passado; cerca de 223 pessoas morreram em 2016, e 245 em 2017.