Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Custo da Cesta Básica Nacional do DIEESE no mês de janeiro em São Luís-MA

Em janeiro de 2018, em São Luís, a cesta de alimentos básicos aumentou 6,31% em comparação com dezembro do ano anterior.

(Foto: Reprodução)

 

Em janeiro de 2018, em São Luís, a cesta de alimentos básicos aumentou 6,31% em comparação com dezembro do ano anterior e custou R$ 355,22; foi a terceira capital com o menor valor para o conjunto básico de alimentos, entre as 20 pesquisadas pelo DIEESE. Em 12 meses, a variação anual foi de 0,35%.

Entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018, houve elevação no valor médio do tomate (53,59%), banana (6,69%), óleo de soja (1,91%) e carne bovina de primeira (0,38%). Os demais produtos apresentaram queda: feijão carioquinha (-6,14%), açúcar refinado (-6,11%), leite integral (-3,29%), farinha de mandioca (-1,38%), manteiga (-1,10%), café em pó (-0,99%), pão francês (-0,73%) e arroz agulhinha (-0,38%).

Em 12 meses, três produtos acumularam alta: tomate (55,93%), manteiga (15,44%) e pão francês (1,23%). Os outros nove itens mostraram redução: feijão carioquinha (-43,20%), açúcar refinado (-29,91%), arroz agulhinha (-16,88%), leite integral (-16,10%), óleo de soja (-14,81%), farinha de mandioca (-4,19%), café em pó (-2,44%), banana (-1,67%) e carne bovina de primeira (-1,08%).

O trabalhador ludovicense, cuja remuneração equivale ao salário mínimo, necessitou cumprir jornada de trabalho, em janeiro, de 81 horas e 55 minutos, maior que o tempo necessário em dezembro do ano passado, de 78 horas e 27 minutos. Em janeiro de 2017, a jornada era de 83 horas e 07 minutos.

Em janeiro de 2017, o custo da cesta em São Luís comprometeu 40,47% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). Em dezembro de 2017, o percentual exigido era de 38,76% e em janeiro do mesmo ano, 41,06%.