Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Uber registra prejuízo de US$ 4,5 bilhões em 2017

O último trimestre do ano, porém, registrou menores perdas e aumento de 14% na receita.

Foto: Reprodução

A Uber divulgou nesta semana os resultados do quarto trimestre de 2017, registrando um aumento de 62% nas perdas. No ano passado, a companhia de corridas compartilhadas teve um prejuízo de US$ 4,5 bilhões, contra US$ 2,8 bilhões em 2016.

Segundo o portal The Information, que teve acesso aos dados financeiros da companhia, a Uber vem reduzindo seu prejuízo enquanto aumenta a receita. Por outro lado, o volume em caixa está ficando mais enxuto, principalmente devido aos gastos operacionais. A Uber terminou 2017 com cerca de US$ 6 bilhões em caixa, 13% abaixo do começo do ano, e faturou US$ 7,5 bilhões no período.

O ano de 2017 foi repleto de escândalos para a companhia, seguindo acusações de assédio sexual e terminando com a saída do co-fundador e CEO Travis Kalanick, além de outros executivos. A onda negativa machucou a companhia, o que a forçou a investir mais forte em publicidade: US$ 572 milhões no terceiro trimestre.

O quarto trimestre de 2017 foi o primeiro do novo CEO, Dara Khosrowshahi, e o único que registrou menores perdas: de US$ 1,46 bilhão no terceiro trimestre para US$ 1,1 bilhão nos últimos três meses do ano. A receita também subiu: 14% no período, subindo de US$ 9 bilhões para US$ 11,1 bilhões.

Ainda segundo o levantamento, o Uber Pool é a opção que mais gera prejuízo – em comparação com as corridas tradicionais, porém, é vista com bons olhos pela empresa, que vê “um importante investimento ao longo prazo, porque tarifas mais baratas ajudam a atrair novos consumidores”. O Uber Eats, por sua vez, representou 10% da receita bruta da Uber – US$ 1,1 bilhão no último trimestre de 2017.

 

Carregando