Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Presos irmãos acusados de torturar e enterrar vivo um jovem em cova rasa

Marcos Vinícius desapareceu no dia 27 de dezembro do ano passado e o seu corpo só foi encontrado na última terça-feira (6).

Foto: Reprodução

A polícia prendeu na última quinta-feira (8) os irmãos Felipe Santos Rocha, o Guguzinho, de 23 anos, e Mateus Santos Rocha, o Men, de 19 anos. Eles são acusados de torturar e enterrar vivo em uma cova rasa de uma área no Coroadinho, o jovem Marcos Vinícius Rosa Dias, de 23 anos.  Marcos desapareceu no dia 27 de dezembro do ano passado e o seu corpo só foi encontrado na última terça-feira (6)

Os acusados, que segundo a polícia fazem parte de uma organização criminosa criada no Rio de Janeiro, foram presos durante uma operação realizada pela polícias Civil e Militar na manhã de ontem (8)  na localidade.

Dois adolescentes de 16 e 17 anos foram apreendidos. De acordo com o delegado da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), Dilson Pires, os acusados e a vítima faziam parte de facções contrárias. Marcos Vinícius, inclusive, tinha passagem pela Justiça pelos crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo.

O delegado explicou que a prisão dos acusados ocorreu em cumprimento a uma ordem judicial. Eles foram apresentados na delegacia, onde foram ouvidos. O delegado Dilson Pires informou, também, que no dia 27 de dezembro do ano passado Marcos Vinícius estava indo para a residência de sua namorada, na Primavera, área do Coroadinho, quando foi abordado pelos criminosos.

O jovem  foi agredido fisicamente com soco e pontapés, amarrado com uma corda e levado para uma área de matagal, nas imediações da sede do Batalhão Ambiental da Polícia Militar. No local, o jovem foi jogado vivo dentro de uma cova rasa e assassinado a golpes de faca.

Uma das facadas lhe atingiu o pescoço. O crime teria sido motivado por rivalidade entre facções criminosas. O delegado informou que toda a ação criminosa foi gravada e o vídeo foi exposto em rede social e enviado aos familiares da vítima

Carregando