Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

PF realiza operação contra suspeitos de explosões bancárias no MA e PI

O objetivo era apurar o grupo especializado em ações criminosas contra instituições financeiras nos dois estados da federação.

Delegados forneceram detalhes da operação em uma coletiva. (Foto: Divulgação)

Por Nelson Melo

A Polícia Federal (PF), com o apoio da Polícia Civil do Maranhão e do Piauí, deflagrou, nesta quinta-feira (15), a “Operação Metalon”, com o objetivo de apurar grupo especializado em ações criminosas contra instituições financeiras nos dois estados da federação. Um das ações realizadas pela quadrilha investigada detonou uma agência bancária em Timon/MA, quando um morador de rua foi executado dentro do banco no momento em que estava deitado perto dos caixas eletrônicos.

De acordo com a PF, as equipes percorreram vários bairros do Maranhão e Piauí para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão contra os investigados. No decorrer do turno matutino, um homem foi preso, mas, segundo a delegada Larissa Magalhães, ele não está incluído entre os suspeitos de integrarem a organização criminosa. De acordo com esta fonte, os policiais flagraram esta pessoa com drogas e uma balança de precisão, tendo sido capturado por tráfico de entorpecentes.

Entretanto, ainda conforme a delegada, este mesmo homem tem ligação com envolvidos em ataques a agências bancárias, bem como em fabricação e fornecimento de explosivos, já presas em outros momentos. Larissa disse que essa quadrilha utiliza explosivos feitos com metalon, um material metálico usado nessa fabricação por meio de pólvora. Por conta deste detalhe, a operação foi denominada pela Polícia Federal como “Metalon”, que contou com a participação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), do Piauí, e a Delegacia Regional de Timon.

Em nota, a Superintendência da PF no Piauí destacou que a ação contou com a participação de 26 policiais federais e 18 policiais civis dos dois estados e resultou no cumprimento de 9 mandados de busca e apreensão em Teresina/PI e Timon/MA. Foram ainda expedidos 12 mandados de prisão preventiva. O grupo procurado pelas equipes participou de ataques a bancos nas cidades de Teresina/PI, Jerumenha/PI, Marcos Parente/PI, Timon/MA, Parnarama/MA e Codó/MA.