Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Especialista em marketing político digital foca estudo e atuação no Maranhão

“O empoderamento do eleitor digital vai decidir as eleições de 2018 no Maranhão”, afirma Tagil Oliveira Ramos

Foto: Reprodução

As características digitais do estado do Maranhão atraíram o empresário radicado em São Paulo Tagil Oliveira Ramos. Consultor especializado em Marketing de Dados (Data-Driven Marketing), ele se mudou para São Luís no começo do ano para estudar a influência das campanhas digitais nas eleições deste ano no estado. “Apesar de o Maranhão ser considerado estado com baixa digitalização, é aqui que a influência das campanhas políticas digitais terá grande impacto, por causa de um fenômeno ainda não detectado pelas pesquisas tradicionais”, analisou Ramos.

“O eleitor forma seu voto pelas redes sociais com as quais convive e houve recentemente no Maranhão um acesso desenfreado a modernos smartphones pelas classes menos favorecidas, comprados com facilitadas prestações em lojas de varejo popular”. Segundo o especialista, havia 5,7 milhões de linhas em uso no Maranhão em 2017. “Esse número é superior ao colégio eleitoral do estado, avaliado em 4,6 milhões de eleitores em 2016)”, analisou.

“O empoderamento do eleitor digital vai decidir as eleições de 2018 no Maranhão”. Durante sua estadia em São Luís, Tagil Oliveira Ramos faz consultoria para candidatos antenados com essa nova realidade e que pretendem ganhar as eleições majoritárias e proporcionais usando as mais modernas técnicas de Marketing Digital, fomentadas pela nova legislação eleitoral.

Por causa do fenômeno do empoderamento digital do eleitor maranhense, o especialista em Marketing de Dados escolheu a região para ser o foco de estudo em sua área e que resultará num livro sobre o assunto, envolvendo tecnologia e política. O estudioso confessou que seu interesse  pelo ambiente maranhense também tem razões emocionais. “Passei minha infância e adolescência na ilha de São Luís. Estudei no Colégio Marista e guardo lembranças afetivas dessa terra encantada”, relembrou.

Filho do saudoso cronista Oliveira Ramos, Tagil não nega suas origens. Dizendose admirado com o desenvolvimento ludovicense, o crescimento da cidade para a região litorânea e o abandono do centro histórico, ele acredita que o estado está para ser palco de grandes transformações nos próximos anos. “Como bom filho que à casa retorna, quero contribuir para uma nova fase do Maranhão, com mais justiça social e melhor distribuição da riqueza”, concluiu.

 

Carregando