Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

A luz de Caremu

Tinha uma alegria contagiante. No rosto sempre um sorriso largo e na mente um objetivo único que era fazer o bem.

Foto: Reprodução

Por Sérgio Muniz

Sempre que alguém perguntava sua origem ele respondia com aquele humor fino que lhe era peculiar: sou francês, nascido em Caremu, próximo de Paris, a cidade luz. Meu nome é Louis Carlú, mas em português ficou Luís Carlos. Caia na gargalhada. Era de Carema, distrito do município de Santa Rita no Estado do Maranhão, Brasil.

Tinha uma alegria contagiante. No rosto sempre um sorriso largo e na mente um objetivo único que era fazer o bem. Com ele construiu seu projeto de vida. Formou-se médico. Queria tratar as pessoas, salvar vidas. Lembro bem como tudo começou.

Desde muito novo se mostrou focado naquilo que queria fazer. Adolescente, me buscava em casa quando eu ainda tinha 8 (oito) anos para treinar Karatê com o professor Murilo Pinheiro na Academia Kawamura da Rua do Egito. Já gostava de esportes.

Pouco tempo depois foi aprovado em Medicina. Tinha tanta luz que fazendo residência em São Paulo apareceu em rede nacional no jornal da Globo por ter atendido num plantão um jogador agredido com um chute na região genital. Especializou-se em urologia. Era um grande cirurgião. De volta ao Maranhão, tornou-se um dos sócios do urocentro, da DOM e do HCI.

Atendia também pacientes no Hospital Aldenora Belo, em Santa Rita, Palmeirandia e em Bom Jardim que ele chamava de Good Garden. Virou pecuarista em Bacabal. Tornou-se uma referência em nossas vidas. Em sua cidade natal era extremamente querido, amado por uma infinidade de velhinhos que ele cuidava com todo desvelo. Salvou a vida de inúmeros. Orientava sobre o câncer de próstata, de pênis, etc. Ajudou a salvar a vida do meu filho ao me orientar quanto a quem recorrer em São Paulo.

Ano passado, descobriu ser ele portador de um câncer raro. Com entusiasmo e esperança se lançou em busca da cura. Era forte, esportista, jogava squash, tênis, fazia ciclismo. Poucos tinham conhecimento. Eu sabia, mas respeitei o seu silêncio.

O tratamento foi coberto de êxito. Para agradecer, saiu em peregrinação com irmãos e primos rumo a São José de Ribamar. Não atingiu seu objetivo. A caminhada foi interrompida por um freio brusco na chuva. Um homem alcoolizado conduzia um veículo em alta velocidade. Perdeu o controle do carro e atingiu meu primo tão querido retirando-lhe a vida. Meu Deus, quanta dor.

Em julho de 2017, durante o festejo do Sagrado Coração de Jesus na nossa querida Carema, tive a oportunidade de dizer a ele o quanto ele nos orgulhava por tudo que era: primo querido, pai amoroso, irmão protetor, filho amado, médico de tantos, salvador de muitos e um empresário de sucesso. Difícil será nosso reencontro familiar anual no mês de julho sem a sua presença. Já não teremos mais seu rosto amigo de sorriso largo e o abraço afetuoso.

Ele era um ser de luz. Um homem do bem. A luz de Caremu vai agora brilhar no céu, auxiliando nosso Deus que certamente estava precisando muito de suas habilidades. Descanse em paz Luís Carlos Muniz Cantanhede. Sua luz brilhará para sempre em nossos corações.

Carregando