Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Moto e Imperatriz começam a decidir o Campeonato Maranhense nesta quinta-feira

Times se enfrentam no Castelão no primeiro jogo da final

(Foto: Reprodução)

O Campeonato Maranhense de 2018 começa a ser decidido nesta quinta-feira (05) com a partida entre Moto Club e Imperatriz, que se enfrentam às 21h45, no Estádio Castelão, em São Luís. O jogo de volta está marcado para domingo (8), às 18h30, no estádio Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz. Os dois times somaram os mesmos 17 pontos na soma geral (fase classificatória e semifinal), mas o time cavalino teve uma vitória a mais (5×4).

Dessa forma, o Imperatriz entra na decisão com a vantagem de jogar por dois empates ou por dois resultados iguais (uma vitória e uma derrota pelo mesmo saldo de gols), além da partida final em casa, diante da sua torcida. Para ser campeão, o Moto terá que vencer pelo menos um jogo. Nas semifinais, o Cavalo de Aço passou pelo São José, com um empate (0x0), em Ribamar e uma vitória (4×0), no estádio Frei Epifânio D’abadia, em Imperatriz.

Já o Moto passou pelo Maranhão, na fase semifinal. Na primeira partida, no estádio Castelão, o jogo terminou empatado em 0 a 0. Na segunda, também no Castelão, outro empate, desta vez, por 1 a 1. Como o Papão tinha a vantagem do empate no placar agregado, conseguiu a classificação. Os times da capital já venceram o Estadual 93 vezes, contra quatro títulos do interior. Só o Imperatriz venceu duas vezes, em 2005, numa decisão contra o próprio Moto e em 2015, quando decidiu com o Sampaio. Esse foi o último título fora da capital.

Além disso, o Imperatriz, que representa a segunda cidade mais populosa do Maranhão, foi vice-campeão em quatro ocasiões (1987, 1993, 2007 e 2013). Os outros times do interior a levantarem a taça foram Bacabal, em 1996 e JV Lideral, em 2009. A última equipe a chegar a uma decisão do Estadual foi o Cordino, no ano passado, mas o título ficou com o Sampaio Corrêa, que é o maior vencedor com 33 títulos. O Moto foi campeão 25 vezes e o último título foi em 2016, em cima do Sampaio. O MAC tem 15 conquistas.

Os 93 títulos das equipes ludoviscenses são divididos entre os já extintos Luso Brasileiro, Football Athletic, Fênix, Vasco da Gama, Sírio, Tupan, Vitória do Mar e Ferroviário. Outros clubes também já extintos do interior chegaram às decisões, mas não venceram. O Coroatá fez uma final em 1995, mas perdeu para o Maranhão. Assim como o Santa Inês, que foi superado pelo Sampaio em 2002. O Santa Quitéria também disputou uma final, em 2010, mas o Sampaio Corrêa levou novamente a melhor.

VAGAS NACIONAIS

Finalistas do Estadual 2018, Moto e Imperatriz se garantiram na Copa do Brasil de 2019, que está pagando cotas “gordas”. Já o campeão maranhense garante vaga na Copa do Nordeste do próximo ano e também no Brasileiro da Série D. A grande ausência na decisão é o Sampaio, que entrou na competição como favorito, mas neste ano sua campanha foi muito ruim, terminando apenas na quinta colocação na primeira fase. ou seja, ficou fora das semifinais. Restou a Copa do Nordeste, em que a equipe tem vaga garantida nas quartas-de-final.

FICHA TÉCNICA:

MOTO: Rodrigo Ramos; Diego Renan, Wesley, Wanderson e Chico Bala; Rafael Santos, Bruno Menezes, Jailson e Everlan; Ricardo e Val Barreto.

Técnico: Marcinho

IMPERATRIZ: Luciano; Gabriel, Anderson, André Penalva e Renan; Mateus Ferreira, Souza Tibiri, Daniel Barros e Adauto; Tainam (Kanu) e Júnior Chicão.

Técnico: Vinícius Saldanha

Árbitro: Ranilton Oliveira de Sousa

Assistentes: Antônio Adriano e Raelson Almeida

4º árbitro: Maykon Matos Nunes

Carregando