Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

‘Sou seu amigo e fiquei bastante chocado’, diz Sarney sobre prisão de Lula

Sarney afirmou que Lula “prestou grandes serviços ao país, e retirá-lo da vida pública é frustrar grande parcela do povo brasileiro”.

Foto: Reprodução

O ex-presidente José Sarney (MDB) lamentou a ordem de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e disse ter ficado “bastante chocado” com o ato.

Em nota enviada nesta sexta-feira à BBC Brasil em resposta a um pedido de entrevista, Sarney afirmou ainda que Lula “prestou grandes serviços ao país, e retirá-lo da vida pública é frustrar grande parcela do povo brasileiro”.

Um dos principais nomes do MDB, o líder maranhense presidiu o Senado durante os dois primeiros anos do governo Lula (2003-2005). Após o escândalo do mensalão, Sarney ajudou a articular uma aliança entre seu partido e o PT, arranjo mantido até as vésperas do impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

Nesta quinta-feira, um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitar um pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Lula, o juiz federal Sérgio Moro ordenou a prisão do petista.

Moro determinou que Lula se apresente até as 17h de sexta-feira na Polícia Federal em Curitiba.

Leia a seguir a nota de José Sarney na íntegra:

“Lamento profundamente a ordem de prisão do Presidente Lula. Ele prestou grandes serviços ao país, e retirá-lo da vida pública é frustrar grande parcela do povo brasileiro.

Sou seu amigo e fiquei bastante chocado.

Respeitando a decisão do Supremo Tribunal Federal, meu ponto de vista pessoal é que a Constituição é muito clara no que ser refere à presunção de inocência.”

José Sarney

Carregando