Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

MP requer investigação sobre suspeita de suborno de R$ 240 mil envolvendo Bardal

O nome do delegado Thiago Bardal, preso na operação que desbaratou uma quadrilha de contrabandistas na zona rural de São Luís, acaba de surgir em mais um caso de suborno e corrupção. O Ministério Público requereu à Secretaria da Segurança Pública a abertura de investigação para apurar o fato. No final do ano de 2015, […]

(Foto: Gilson Ferreira)

O nome do delegado Thiago Bardal, preso na operação que desbaratou uma quadrilha de contrabandistas na zona rural de São Luís, acaba de surgir em mais um caso de suborno e corrupção. O Ministério Público requereu à Secretaria da Segurança Pública a abertura de investigação para apurar o fato.

No final do ano de 2015, houve uma série de investigações de roubos a banco encabeçadas por Thiago Bardal, na época titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Com a monitoração de suspeitos, foi realizada uma operação no dia 11 de janeiro de 2016, na cidade de Imperatriz, para prender o grupo especializado em assaltos a instituições financeiras. Na operação, além da prisão de ladrões de banco, a Polícia apreendeu armamento pesado, dinheiro queimado (produto de explosões de caixas eletrônico), documentos falsos, roupas e grande quantidade de maconha.

Carregando