Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

“Nenhum Estado reduziu tanto os homicídios quanto o Maranhão”, diz comandante da PM

A redução de 60% se refere à queda nos homicídios em março de 2018 na comparação com o mesmo mês do ano passado

Coronel Luongo (dir) durante posse no fim de março. (Foto: Divulgação)

Há três semanas à frente do comando da Polícia Militar do Maranhão, o coronel Jorge Luongo diz que os investimentos feitos desde 2015 têm garantido resultados inéditos no Estado. E que, apesar dos grandes avanços, é preciso sempre ir além.

“Já avançamos muito, viemos de estatísticas muito ruins e a gente conseguiu, desde 2015, debelar essa questão dos crimes contra a vida. As estatísticas foram muito reduzidas, em torno de 60%. É um marco em todo o Brasil. Nenhum Estado reduziu tanto os homicídios quanto o Maranhão”, afirma o comandante geral da PM em entrevista à 1290 Nova Timbira.

A redução de 60% se refere à queda nos homicídios em março de 2018 na comparação com o mesmo mês do ano passado. Se comparado a março de 2014, antes da atual gestão, a queda é ainda mais acentuada: 74%.

Luongo tem 25 anos de Polícia Militar. Ele afirma nunca ter visto um momento como este em relação ao cuidado com a Segurança Pública. “Este governo vem investindo fortemente, teremos a entrada de novos PMs, a capacitação está sendo um marco para a polícia.”

“E também temos investimentos em viaturas e armamentos. Temos realmente viaturas em todo o Maranhão, não apenas carros pintados de viaturas”, acrescenta o comandante da PM. De acordo com ele, os veículos podem chegar aos pontos mais difíceis, já que contam com tração 4×4.

Segurança no trânsito

Na entrevista à Timbira, o coronel também destaca o papel que vem sendo cumprido pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Militar (BPRV, antigo CPRV) ao reduzir o número de mortes no trânsito, além do combate ao crime. “A marginalidade também é transportada sob rodas, então tem que potencializar essas ações”, diz.

“O batalhão vem tratando isso com o viés de salvar vidas. Faz a fiscalização para salvar vidas. Não se admite hoje um cidadão embriagado trazendo perigo para uma família”, afirma Luongo. Em três anos, foram salvas mais de 2 mil vidas no trânsito maranhense, na comparação com os dados que predominavam até 2014.

Sobre imagens de motos apreendidas que circulam em redes sociais, o coronel esclarece que o BPRV também cumpre a função de encontrar e recolher motos roubadas. Muitas são levadas da capital para o interior por criminosos.

Luongo ainda lembrou que o Governo do Maranhão já fez duas edições do Moto Legal, que permite o pagamento de R$ 50 para regularizar a situação das motocicletas em todo o estado.

Carregando