Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

4º São Luís Open de Handebol continua nesta terça (24) e quarta (25)

O torneio tem a participação de 35 equipes divididas em 3 categorias (juvenil, adulto e máster), no feminino e masculino

Depois de um fim de semana agitado, com uma média de 38 gols por partida, o 4º São Luís Open de Handebol – Troféu Professor Mangueirão prossegue com duas rodadas nesta terça (24) e quarta-feira (25). Os jogos começam às 19h, no ginásio do Ipem – Calhau. Serão três partidas válidas nas categorias juvenil e adulto, para fechar a primeira fase da competição que iniciou no último sábado (21) e termina no dia 1º de maio.

A competição está agitando o esporte na ilha. (Foto: Iori Filmes)

Ao todo foram 612 gols somente nesses dois dias de torneio. Um número expressivo que reflete o nível alto dessa competição, que conta com a participação de atletas do Maranhão, Pará e Piauí. Algumas equipes de São Luís são colecionadoras de títulos, tais como: o Barbosa de Godóis (últimas conquistas foram 7 troféus na 9ª Copa Anápolis de Handebol); Aesf (Campeã do JEMS no infanto feminino); Audax – Ma/ Mac (Campeã dos JUMS e dos Jogos Universitários Brasileiros 2ª divisão), entre outras.

O São Luís Open serve como preparação para os Jogos Escolares Maranhenses (JEMS) e competições nacionais, além de promover um encontro de gerações do esporte a ajudar a revelar talentos para o handebol nacional.

“A competição é aguardada por todos porque movimenta o esporte na cidade, sendo uma vitrine para mostrar o nosso handebol. Tudo isso ajuda na convocação para a seleção maranhense. E depois buscar uma vaga na seletiva nacional. Já tive a chance de integrar a categoria cadete da seleção brasileira. Foi uma excelente experiência”, comemora Isaac Anderson, 15 anos, atleta do Barbosa de Godóis.

Vale lembrar que o Maranhão já revelou nomes de peso para a seleção brasileira, como a armadora Silvia Helena. No 4º São Luís Open, ela compete na categoria máster pelo Instituto Silvia de Handebol (ISDH). “O Maranhão continua dando muitos frutos para a modalidade. Com incentivo e apoio, muitas promessas vão se destacar. E o São Luís Open é uma competição importante para revelar esses talentos”. destaca Silvia Helena.

Competição tradicional na ilha, o São Luís Open de Handebol é organizado por um grupo de amigos do handebol, a Tamagoshi Eventos. Neste ano, o evento homenageia o Professor Mangueirão, defensor do esporte e campeão com a seleção maranhense, enquanto atleta e técnico. Atualmente, ele é coordenador da APAE e do ParaJems.

“Somos um grupo apaixonados pelo handebol. O nosso objetivo é ajudar a elevar o nível do handebol maranhense. Quero agradecer a participação de todos os atletas, ao apoio do deputado Edivaldo Holanda, vereador Pedro Lucas, e demais parceiros que ajudaram na premiação em material esportivo, troféus e dinheiro. “, destaca Paulo Levy, organizador do evento.

– EQUIPES E CATEGORIAS

– Equipes Juvenil Feminino (chave única): Aesf; Audax/ MAC; BGH/CEMAR/ MA time A; BGH/CEMAR/ MA time B

– Equipes Juvenil Masculino (chave A): Aesf/ Mover; BGH/CEMAR/ MA time A; BGH/CEMAR/ MA time B

– Equipes Juvenil Masculino (chave B): Liceu Maranhense; Sportivus/ Indica; Audax MA/MAC

– Adulto Feminino (chave A): Batom; Audax MA/Mac; BGH/ CEMAR/Uninassau;

– Adulto Feminino (chave B): ISDH (Instituto Silvia de Handebol); AABB/ Belém; AESF (Associação Esportiva São Francisco)
– Adulto Masculino (chave A): São Luís HC; Lençóis MHC; AABB/ Belém; Mover HC; Audax/ MAC
– Adulto Masculino (chave B): Aesf; Real HC; Reinch; LHC; BGH/ UNINASSAU/ CEMAR
– Master Masculino (chave A): AABB/ Belém; Hand Rover; GHC Máster
– Master Masculino (chave B): H Master; Reinch; Multiservice MH
– Master Feminino (chave única): AABB/ Belém; Cubanas HC e Rei de Franças HC/ CST

Carregando