Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia prende sequestrador e resgata primeira-dama e professora em Buriticupu

Policiais de Buriticupu e Açailândia localizaram o cativeiro onde as duas estavam presas e prenderam um dos sequestradores

A primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes, e a professora Raimunda, vítimas de sequestro na tarde de quarta-feira (2), foram resgatadas pela polícia e estão bem.

Num trabalho que durou menos de dez horas, policiais de Buriticupu e Açailândia localizaram o cativeiro onde as duas estavam presas e prenderam um dos sequestradores, Dhones Rodrigues Silva, filho do caseiro da chácara da primeira-dama.

Mais dois envolvidos no crime estão sendo procurados pela polícia, depois de terem fugido a um cerco realizado na casa usada como cativeiro.

Ali, a polícia apreendeu um veículo gol,pertecente a Betel Gomes, usado no sequestro, dois revólveres e uma espingarda.

O comandante da Polícia Militar de Buritucupu, ten cel Nelson Pereira da Silva Júnior, que acompanhou os trabalhos, disse que a localização do cativeiro só foi possível devido ao rastreamento de uma ligação telefônica feita por um dos sequestradores.

Nessa ligação, o sequestrador exigia a importância de R$ 50 mil para liberar as vítimas.

Ciente do local do esconderijo, a polícia surpreendeu os sequestradores, que não tiveram chance de reação.
Muito abaladas, a primeira-dama e a professora foram levadas para um hospital local, onde receberam atendimento.

Esposa do prefeito José Gomes, a primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes, e a professora Raimunda foram sequestradas pouco antes das 16h, na própria chácara do casal, onde Dhones trabalhava há dois anos, depois de vir de Uberlândia, de onde fugiu depois de praticar um crime.

Segundo a polícia, pouco depois do sequestro a primeira-dama chegou a ser vista saindo de uma agência bancária de Açailândia, junto com um homem.

A informação foi passada ao comando local da PM e ajudou nas diligências, que seguiram ao longo de várias horas até o telefonema que levou os policiais ao local do cativeiro, onde as vítimas foram liberadas e o autor intelectual do preso, no início da madrugada dessa quinta-feira.

Carregando