Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Boi de Maracanã e a força da tradição

Um dos grupos folclóricos de maior destaque no São João do Maranhão, o Boi de Maracanã vai para os terreiros este ano com 350 componentes

O Boi de Maracanã no dia do seu batizado, 23 de junho, lançará DVD e CD em homenagem a Humberto de Maracanã. (Foto: Divulgação)

Um dos mais requisitados para evoluir nos arraiais e nos diversos eventos particulares promovidos na capital e interior do estado nesta época do ano, o Boi de Maracanã está na concentração para fazer bonito no São João 2018. O batalhão reunirá 350 componentes usando indumentárias e em suas andanças pelos arraiais (transladado em dez ônibus fretados), agregará quase mil pessoas, entre brincantes e mutucas (pessoas que acompanham os grupos folclóricos nas noites de São João).

Maria José de Lima Soares, presidente da manifestação centenária, revela que o grupo folclórico já recebeu vários convites para apresentações neste mês de junho. Os últimos ensaios estão marcados para os dias 12 e 9, em sua sede, na instância urbana de Maracanã. O grupo conta com o apoio da Cemar e do SESC.

Maracanã é formado por vários personagens, entre caboclos de pena e de fitas, índias, o Nêgo Chico e ainda pelos cantadores da linha de frente: Ribinha, Humberto Filho, Toninho Rocha e Manoel Victor, este último com 16 anos, neto do cantador Humberto de Maracanã, falecido em 2015. O batizado dos brincantes está marcado para o dia 23 de junho, na sede, com o lançamento do DVD, em memória da vida e da obra de Humberto de Maracanã, e do CD, com 15 toadas. “Ambos produzidos graças ao incentivo do Itaú Cultural e da Cemar, nossos patrocinadores”, destaca Maria José de Lima Soares.

Nos terreiros, o Boi de Maracanã apresentará novas toadas, entre elas, a carro-chefe, “Lá vai firmeza de São João”. A programação ainda não está fechada, mas já estão confirmadas apresentações nas festas juninas do Banco do Brasil e do Sesi Araçagi (22 de junho), Associação dos Bancários (24 de junho) e SESC (27 de junho).

Aprovada com nota máxima no edital do Governo do Estado, a manifestação folclórica está garantida nos arraiais oficiais. O grupo é presença confirmada também nas festas de São Pedro, na Capela de São Pedro (Madre Deus), dia 29 de junho, e de São Marçal, na Avenida São Marçal (João Paulo), no dia 30 de junho.

Na sede, um batalhão de colaboradores cuida da confecção das novas indumentárias. “Faço questão de destacar nomes como João Victor, Carlos, Rossana Silva, Iraci de Deus, Cândido Mendes, Lidiane Silva, Totoca, Davi Nascimento, Lavinha Assunção e Jorginho Maia, que Têm sido incansáveis na produção das vestimentas, que nos ajudam a ir para os arraiais novinhos em folha e aquela alegria contagiante que só sente quem tem amor pela tradição”, finalizou Maria José de Lima Soares.

Carregando