Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

“A ansiedade bateu forte”, diz Tite após empate com a Suíça

Seleção brasileira teve atuação irregular e reclamou da arbitragem, mas pode levar lições importantes da complicada estreia na Rússia

Coutinho após abrir o placar diante da Suíça (Foto: Reuters)

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, admitiu em entrevista após o empate com a Suíça em 1 a 1, que os jogadores tiveram o desempenho comprometido pela ansiedade da estreia na competição. “A Suíça fez o gol de bola parada, e nós mantivemos o nível normal do Brasil, mas com uma diferença: a ansiedade bateu forte”, reconheceu Tite.

Tite evitou justificar o empate por conta do lance que gerou o gol da Suíça, após Steven Zuber empurrar Miranda para cabecear para as redes, mas avaliou que a arbitragem foi equivocada. Aos 27 minutos do segundo tempo, o árbitro também mandou o jogo seguir após o centroavante Gabriel Jesus ser agarrado por Akanji dentro da área.

Tite acredita que tudo seja uma lição para a sequência do Mundial. “Temos que saber absorver quando tomamos o gol. As condições de produzir mais são maiores quando estamos equilibrados, no nosso normal”, reforçou. O treinador também usou essa análise quando foi questionado sobre Neymar, que não se destacou diante dos suíços.

O camisa 10 do Brasil pecou por falta de precisão e concentração, mas não de coragem. Neymar demonstrou incômodo em várias jogadas. Levou 10 das 19 faltas da Suíça, e provocou dois cartões amarelos, para Fabian Shaer e Valon Behrami. Chutou de fora e deu alguns bons passes, mas esteve longe de sua melhor versão.

Autor de um golaço de fora da área, Philippe Coutinho recebeu o troféu de melhor jogador da partida e participou da coletiva de imprensa. O camisa 11 evitou remoer o resultado ruim de domingo. “Tivemos coisas positivas. Claro que queríamos ganhar, mas são três jogos e temos que pensar no próximo”, finalizou.

O Brasil não tropeçava em uma estreia de Copa do Mundo desde 1978, quando empatou com a Suécia por 1 a 1. A Seleção Brasileira busca reabilitação diante da Costa Rica, que perdeu em sua estreia por 1 a 0 contra a Sérvia, na próxima sexta-feira, às 9h (de Brasília), em São Petersburgo.

Carregando