Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Quatro mulheres são presas em flagrante em São Luís

Elas estariam trabalhando para um detento do Complexo Penitenciário de Pedrinhas de nome Tarcísio Rodrigues Alves, o “Paulistinha”

As mulheres foram levadas pelo GSA ao 5º DP, Anjo da Guarda. (Foto: Divulgação)

Por Nelson Melo

Em uma operação ocorrida na manhã desta quinta-feira (21) pelo Grupo de Serviço Avançado (GSA) do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), quatro mulheres foram presas em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Os militares apreenderam, no decorrer das ações, 44 papelotes de cocaína. As incursões aconteceram na Vila Ariri, no eixo Itaqui-Bacanga, em São Luís.

Uma fonte do GSA contou ao Jornal Pequeno que, em atendimento a denúncias anônimas, os policiais seguiram ao endereço, nas ruas Projetada e da Igreja, pois as informações indicavam que estava ocorrendo uma intensa venda de drogas no local. Assim sendo, a diligência foi planejada, para que o flagrante pudesse ser realizado com sucesso. Então, o “serviço velado” compareceu às residências onde o tráfico era registrado.

No total, o Grupo Avançado apreendeu os 44 invólucros de cocaína e uma “pedra” maior da mesma substância. Bem como recolheu 29 trouxinhas de crack, outra de maconha e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 970. Ademais, as equipes encontraram quatro celulares e 19 documentos, entre Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Identidade e Título de Eleitor.

Foram presas Dalcione Marques Alves; Denise Kaline Alves, a “Duda”; Débora Cantanhede Serra, a “Nanda”; e Maria Carolina Azevedo Sousa, conhecida como “Karol”. De acordo com as denúncias, todas elas estariam trabalhando para um detento do Complexo Penitenciário de Pedrinhas de nome Tarcísio Rodrigues Alves, o “Paulistinha”. Este foi resgatado do Hospital Municipal Doutor Clementino Moura (Socorrão 2) há alguns meses.

Esta fuga ocorreu por meio da lixeira da unidade hospitalar, como a fonte do GSA relembrou.

Carregando