Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

As 20 melhores bolsas de estudo com inscrições abertas em julho

Há oportunidade de estudar em Israel, bolsas para brasileiros em curso de verão nos Estados Unidos e até intercâmbio na Ásia para artistas

Foto: Reprodução

Como todos os meses, o Estudar Fora compilou as melhores bolsas de estudo com inscrições abertas, para que você não perca tempo e nem prazos! A seleção de julho inclui bolsas para estudar em Israel, apoio financeiro exclusivo para brasileiros em curso de verão nos Estados Unidos e até um intercâmbio na Ásia para artistas.

Bolsas com inscrições abertas para Cursos Curtos e Graduação
40 bolsas parciais para cursos de marketing e gestão nos Estados Unidos
O Latin American Instituto of Business (LAIOB) está com inscrições abertas para duas bolsas para cursos de Marketing e Management na Universidade de Akron, nos Estados Unidos. As inscrições podem ser feitas através do site até setembro de 2018.

São ofertadas 20 bolsas de estudo de 50% para cada um dos cursos, que têm duração de duas semanas e incluem módulos de inglês para negócios no período da manhã. O custo total do curso (sem a bolsa, incluindo alojamento e alimentação) é de 7400 dólares.

Associação oferece bolsas exclusivas para brasileiros para graduação em Israel
Os interessados em fazer faculdade no exterior podem acrescentar um destino à lista de possibilidades: a Universidade de Tel Aviv. Por lá, a Associação de Amigos Brasileiros criou um fundo para apoiar estudantes que desejem cursar a graduação em Israel. As inscrições para turmas do próximo semestre serão aceitas até o fim de julho.

Como benefício, a bolsa contempla aproximadamente 50% do valor da tuition dos cursos, ministrados em inglês ou em hebraico – sendo que os candidatos também podem pleitear os outros 50% com a própria universidade. Há, atualmente, dois programas em língua inglesa: o bacharelado em Liberal Arts e o de Engenharia Elétrica e Eletrônica.

Universidade de Georgetown oferece bolsa para programa de liderança
Estão abertas as inscrições para a edição de 2018 do Programa de Liderança para Competitividade Global, o GCL. A iniciativa leva líderes locais, que atuem no setor público, empresarial ou social, para um programa de dez semanas de duração em Washington D.C., nos Estados Unidos. As inscrições podem ser feitas até 13 de agosto.

As bolsas ofertadas contemplam gastos como acomodação, materiais do curso, seguro médico e passagens aéreas de ida e volta para os Estados Unidos. Cabe ao estudante arcar com os custos do visto americano e da própria alimentação durante as dez semanas. Mesmo com a bolsa é necessário pagar uma taxa de 2500 dólares.

Programa seleciona artistas para intercâmbio na Ásia
A Singapore International Foundation lançou mais uma edição da fellowship Arts for Good, que seleciona artistas, líderes na área de cultura e profissionais criativos do mundo todo. As inscrições para o programa estão abertas até 16 de julho e, neste ano, o foco serão projetos de empoderamento jovem.

O programa divide-se em três eixos. Primeiramente, os participantes reúnem-se em fóruns e redes sociais, participando também de seminários. Depois, participam de uma imersão em Singapura e, em seguida, na cidade de Chennai, na Índia.

Inscrições abertas para dois programas de bolsa do banco Santander
Os interessados em fazer intercâmbio acadêmico têm dois programas do Banco Santander à disposição. O Santander Mundi foca períodos de até seis meses e oferece bolsa-auxílio de 4 mil euros. As inscrições para a iniciativa vão até 11 de julho.

Já Programa Bolsas Ibero-Americanas concederá 1070 bolsas de estudo, para intercâmbios em um dos nove países participantes, como Uruguai, Chile e Portugal. O auxílio financeiro equivale a 3 mil euros e as inscrições vão até o dia 12 de setembro. Confira os detalhes dos três programas de bolsa do Santander.

University College London abre inscrições para bolsas de graduação
Os interessados em fazer a graduação no Reino Unido podem contar com auxílio financeiro para os cursos da University College London, a UCL. Por meio da Denys Holland Scholarship, programa de bolsas anual, a instituição concederá 9 mil libras a estudantes internacionais que apresentem dificuldades financeiras. As inscrições vão até 06 de julho.

O estudante deve fazer a application padrão para a instituição de ensino, como primeira etapa. Apenas com uma oferta da UCL para um curso de graduação é possível submeter a candidatura à bolsa. A partir daí, o aluno deve reunir documentos que comprovem sua necessidade financeira e a impossibilidade de arcar com os custos do curso universidade.

Bolsas com inscrições abertas para Pós-Graduação
Governo da Catalunha oferece bolsa de 4 mil euros mensais para pesquisadores
Em parceria com a União Europeia, o governo da Região da Catalunha (Espanha) lançou o programa TecnioSpring+. Trata-se de uma bolsa para pesquisadores e doutores do Brasil desenvolverem projetos em instituições de ensino e empresas da região. As inscrições serão recebidas até 2 de agosto.

O programa oferecerá bolsas de estudos com dois anos de duração, que incluem passagens aéreas, bem como salário de cerca de 4800 euros para despesas no país. E, ainda, suporte financeiro para a pesquisa em si durante o programa.

Bolsas de estudo na Universidade de Adelaide, na Austrália
Sendo um dos países mais generosos quando se trata de atração de estudantes internacionais para suas universidades, são muitas as opções para quem procura bolsas de estudo na Austrália. Uma delas é oferecida pela prestigiada Universidade de Adelaide – a terceira mais antiga da Austrália e que está entre as 100 melhores do mundo, conforme o ranking QS.

As inscrições para bolsas de mestrado e doutorado em diversas áreas, com foco em pesquisa científica, podem ser feitas online até o dia 31 de agosto. Esse é o primeiro round do processo, que também acontece em janeiro e abril.

A principal bolsa oferecida pela Universidade de Adelaide é a ASI (Adelaide Scholarships International), mas também há outras oportunidades direcionadas a estudantes de áreas específicas, como engenharia e física.

Pesquisa na Austrália: Universidade de Sydney oferece bolsas para mestrado e PhD
A Universidade de Sydney recebe, todos os anos, pesquisadores do mundo todo para seus programas de mestrado e doutorado. Por meio de suas bolsas internacionais, a instituição oferece apoio financeiro para quem deseja desenvolver pesquisa na Austrália. As inscrições vão até 31 de agosto.

Vale lembrar que não há uma application separada para as bolsas de estudo. Os candidatos devem submeter seus dados e documentos exigidos por seu curso de escolha, para serem avaliados por uma série de critérios. Entre eles, estão o desempenho acadêmico na graduação e a experiência prévia em pesquisa. Como benefício, o programa cobre o valor da tuition e manutenção no país por um período de até três anos.

Instituto IMD, na Suíça, concede bolsas de estudo para MBA
O International Institute for Management Development, conhecido pela sigla IMD, recebe anualmente inscrições para seus programas de bolsa para MBA. Este ano, as candidaturas devem ser enviadas até 30 de setembro.

Nome recorrente nos rankings de escolas de negócios, o IMD oferece uma série de bolsas de estudo de acordo com o perfil dos alunos. Vale lembrar que, apesar de haver várias opções de bolsas, cada estudante tem direito a receber apenas uma, mesmo se enviar os documentos para todas.

Com o apoio financeiro, é possível arcar com parte dos custos do programa, que dura um ano e chega a custar 85 mil francos suíços. Além da anuidade e das taxas, é necessário pagar o valor da matrícula, de 350 francos suíços.

Bolsa para pós-graduação em Stanford
A Universidade Stanford oferece um programa de bolsas de estudo para seus cursos de pós-graduação, disponível para todas as áreas. O Knight-Hennessy Scholars disponibiliza um total de 750 milhões de dólares em apoio financeiro – sendo o maior programa de bolsas já financiado por doações. As inscrições para a turma de 2019 vão até 12 de setembro.

O objetivo é selecionar cem estudantes de diversos países e formações, que demonstrem habilidades de liderança e alto desempenho. Podem se candidatar estudantes interessados em qualquer mestrado ou doutorado oferecidos. A bolsa cobrirá todas as despesas do estudante durante seu período de estudos em Stanford. Para ser selecionado para o programa Knight-Hennessy, os estudantes devem enviar duas candidaturas separadas: uma para o programa de pós-graduação à sua escolha e outra para a bolsa de estudos. As inscrições para a turma de 2019 vão até 12 de setembro.

Schwarzman Scholars: Bolsas integrais para mestrado em inglês na China
Estão abertas até o dia 27 de setembro as inscrições para o programa Schwarzman Scholars, que oferece bolsas de estudo integrais para cursos de mestrado na Universidade de Tsinghua, localizada em Pequim e considerada a melhor universidade entre os países emergentes.

O mestrado tem a duração de um ano e é possível escolher entre três áreas de estudo: Políticas Públicas, Economia e Negócios, e Estudos Internacionais. O programa Schwarzman Scholarscobre todos os custos do mestrado e incluem também passagens áreas para a China, moradia, alimentação, seguro-saúde, um computador pessoal e uma quantia mensal para gastos pessoais. Todos os aprovados deverão morar no campus universitário de Tsinghua.

DAAD oferece bolsas de mestrado em economia na Alemanha
Estão abertas até 30 de setembro as inscrições para as bolsas de mestrado em economia na Alemanha, apoiadas pelo DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst). O curso acontece na HTW Berlin, uma universidade pública de ciências aplicadas, a partir de abril de 2019 e tem duração de 18 meses.

As bolsas oferecidas pelo DAAD cobrem custos de anuidade (que chegam a 2 mil euros), além de auxílio financeiro mensal, com valor de 850 euros, e passagens aéreas.

Para selecionar os estudantes, o programa leva em consideração três critérios básicos: o desempenho acadêmico (com uma média das notas obtidas em cursos anteriores), número de disciplinas cursadas em áreas de economia e a carta de motivação enviada pelo candidato.

DAAD concede bolsas para MBA na Alemanha
Estão abertas até 1 de outubro as bolsas de estudo para MBA na Alemanha, como parte do programa EPOS, criado pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD, na sigla em alemão). O EPOS foca cursos de pós-graduação no país que se relacionem ao desenvolvimento sustentável e, nesse caso, a formação oferecida pela Universidade de Leipzig dedica-se às pequenas e médias empresas.

Como requisito estabelecido pelo órgão alemão, estão a necessidade de experiência profissional na área (por um período mínimo de dois anos, após a graduação) e de excelente desempenho acadêmico. Todos os anos, são chamados 25 candidatos para o programa de MBA na Alemanha.

Carregando