Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Bailarina maranhense conquista os palcos russos

Bruna Gaglione representa o Maranhão há seis anos em uma das maiores companhias de balé do mundo

A maranhense faz entre cinco e sete apresentações por semana. (Foto: Reprodução Instagram)

Representar o Brasil nos palcos do Bolshoi na Rússia já era um grande sonho conquistado pela caxiense Bruna Gaglione (27), que mora atualmente em Moscou. O que ela não imaginava era que um simples vídeo gravado nas coxias do teatro antes de mais uma apresentação iria se propagar pelo mundo.

O que chama atenção no vídeo é a maneira como Bruna e outras bailarinas acompanham em uma pequena tela de celular a partida de futebol entre o time russo contra a Espanha, antes de sua apresentação de balé.

Tinha postado só nos stories, mas vou deixar aqui também ☺️. Muito obrigada a todos que é gostaram e compartilharam minha foto, não esperava que tivesse repercussão, toda hora que abro o face o insta, vejo ela 🙈 muito obrigada 🙏🏻❤️ Hoje no Teatro, todos comentaram que até nos canais principais de TV daqui, a notícia era essa foto. No próximo sábado quando a Rússia jogará novamente, e "chuta"? Teremos espetáculo 😫, dessa vez dançaremos o ballet "Romeu e Julieta" e provavelmente o jogo começará no meio do ballet, para desespero geral. As meninas hoje comentaram que temos que repetir a nossa foto 😂😂 prometo que tento registrar esse momento. Obrigada mais uma vez. ❤️ ⠀ ____________________________ ⠀ #BRASIL #bolshoi #teatrobolshoi #bolshoitheatre #dancers #ballerinas #copadomundo #worldcup2018 #moscow #russia #torcendosempre #большойтеатр #россия #футболибалет

A post shared by ⠀⠀⠀Bruna Cantanhede Gaglianone (@gaglianonebruna) on

A bailarina que começou a dançar criança no Maranhão mudou-se aos 11 anos para Joinville quando conquistou o primeiro lugar, ganhando uma bolsa integral no balé mais desejado do Brasil.
No seu segundo ano no estado de Santa Catarina Bruna recebeu um prêmio internacional na Rússia, abrindo uma grande chance de integrar uma das maiores companhia de balé do mundo.

Em 2011, a caxiense foi chamada para um teste no Bolshoi Europeu. No ano seguinte, a bailarina, carregava seu sonho na mala e a insegurança de ficar ainda mais longe da família. Encarou o desafio de falar um idioma diferente e partiu para conquistar palcos ainda maiores.

A integrante maranhense agradece o compartilhamento do vídeo e brinca que tentará gravar também a reação das bailarinas na partida da Rússia contra a Croácia, que acontece neste sábado (7), às 15h.

“Provavelmente o jogo começará no meio do ballet, para desespero geral. As meninas hoje comentaram que temos que repetir a nossa foto, prometo que vou tentar registrar esse momento. Obrigada mais uma vez.”, escreve Bruna no seu perfil do Instagram.

Carregando