Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Seleção feminina: Brasil sofre revés para os EUA em Uberaba

Seleção brasileira apresenta evolução, mas, apesar do equilíbrio nos dois primeiros sets, dificuldades no passe e no contra-ataque pesaram no resultado

Tandara marcou 16 vezes no jogo. (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

A seleção feminina brasileira de voleibol entrou em quadra na noite desta terça-feira (14.08) para mais uma partida amistosa contra os EUA. Desta vez jogando em Uberaba (MG), no Centro Olímpico – UFTM, o Brasil não conseguiu o resultado positivo. As norte-americanas acabaram levando a melhor por 3 sets a 0 (29/27, 25/23 e 25/18), em 1h20 de duelo. A oposta Tandara marcou 16 vezes e foi a maior pontuadora da partida.

De volta à seleção após a gravidez da primeira filha, a levantadora Dani Lins começou o jogo desta terça-feira entre as titulares. Esta foi a primeira partida da atleta na seleção principal após o retorno. Apesar do resultado não ter sido o ideal, Dani avaliou como positiva a atuação da equipe.

“Este foi o meu primeiro jogo depois de 13 meses praticamente parada, mas foi um jogo bom. Estamos ainda buscando o entrosamento, eu principalmente. A gente vai aprendendo a cada jogo, acho que vamos evoluindo. Vamos estudar este jogo de hoje para melhorarmos nosso padrão, queremos jogar com velocidade, como as próprias americanas, mas vamos melhorando a cada partida”, disse Dani Lins.

Além de começar com Dani Lins no time titular, o treinador José Roberto Guimarães também optou por outras duas mudanças na equipe em relação ao primeiro jogo em Brasília (DF), a ponteira Rosamaria e a central Carol iniciaram o confronto no lugar de Gabi e Adenízia. O técnico da seleção brasileira também enxergou melhorias no desempenho em relação ao compromisso anterior.

“Tivemos alguns erros cruciais em momentos do jogo que tivemos chances e que custaram a vitória. Temos alguns ajustes a serem feitos ainda, tivemos dificuldades no passe, cedemos alguns pontos quando tínhamos o contra-ataque, mas já vi uma melhora no volume de jogo, e acredito que na terceira partida desta série apresentaremos mais evolução”, comentou o treinador.

Brasil e EUA ainda se enfrentarão mais duas vezes nesta semana. Na próxima quinta-feira (16.08), os dois times voltam à quadra do Centro Olímpico – UFTM, em Uberaba, às 20h. No sábado (18.08) as equipes encerram a série de quatro amistosos em partida realizada no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ), às 19h30. Ambas partidas com transmissão do SporTV.

O JOGO

A partida em Uberaba teve início com boa sequência de saque de Dani Lins, o que favoreceu o bloqueio, como o de Carol que parou a oposta Drews, 3/0. As visitantes equilibraram o passe e conseguiram o empate no contra-ataque de Bartsch-Hackley, 7/7. A seleção dos EUA passou à dianteira do placar, mas com a diagonal de Amanda a diferença diminuiu, 11/13. Com o bloqueio simples de Rosamaria, o marcador se igualou em 15/15. Na reta final do set o Brasil assumiu a vantagem, mas, após bloqueio triplo em Tandara, as adversarias passaram novamente, 22/23, e José Roberto pediu tempo. Depois de troca de viradas de bolas, os EUA fecharam em 27/29 após Drews explorar o bloqueio.

A segunda parcial com o mesmo equilíbrio que a anterior terminou. Bia converteu bola de graça e abriu dois pontos para a seleção brasileira, 5/3. A reação das visitantes veio com uma sequência de seis pontos seguidos após contra-ataque de Drews, 6/9. Em lance de distração do passe dos EUA, o Brasil voltou à liderança, 13/12. Com o bloqueio de Rosamaria o time da casa abriu 18/15. As norte-americanas conseguiram o empate em 20/20, e Zé Roberto pediu tempo. Com dois bloqueios seguidos, as visitantes fecharam o set em 23/25.

A seleção brasileira começou com dificuldades no passe e nas combinações de jogada, permitindo às adversárias abrirem 0/5 no terceiro set. O Brasil voltou a pontuar e, aos poucos, diminuiu a diferença. Com um ataque do fundo de Tandara o placar mostrava 6/9. No bloqueio simples de Rosamaria a equipe brasileira marcou o segundo ponto consecutivo, 12/15. No erro de recepção brasileiro as norte-americanas abriram seis pontos, 15/21. Com um bloqueio, os EUA deram números finais ao set, 18/25, e venceram o jogo em 3×0

Equipes:

Brasil – Dani Lins, Tandara, Rosamaria, Amanda, Bia e Carol. Líbero – Gabiru
Entraram – Roberta, Fernanda Tomé, Gabi e Adenízia
Técnico – José Roberto Guimarães

Estados Unidos – Carlini, Drews, Michelle Bartsch-Hackley, Kingdon, Ogbobu e Dixon. Líbero – Courtney
Entraram – Lowe, Hancock e Wilhite
Técnico – Karch Kiraly

Carregando