Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Perito mostra em aula prática como coletar ovos e larvas em cadáveres

A atividade foi ministrada aos alunos de pós-graduação em Perícia Criminal, no módulo Entomologia Forense e Tricologia Forense

Os alunos aprenderam as técnicas de coleta em carne suína. (Foto: Alessandro Silva)

Por Nelson Melo

Em uma aula prática realizada no Instituto Nacional de Perícias e Ciências Forenses (Infor-MA), na região central de São Luís, durante este fim de semana, o perito criminal Pablo Francez mostrou como deve ser feita a coleta de ovos e larvas em cadáveres, em locais de crime. A atividade foi ministrada aos alunos de pós-graduação em Perícia Criminal, no módulo Entomologia Forense e Tricologia Forense.

O professor Pablo, que é perito da Polícia Técnico-Científica do Amapá (Politec-AP), levou os matriculados da especialização em três “locais de crime”, onde havia pedaços de carne de suínos em decomposição, que continham ovos e larvas de insetos, que são estudados pela Entomologia. Os alunos, então, recolheram os vestígios com pinças, mas utilizando luvas, máscaras de proteção e jalecos, em um procedimento de segurança importante para a saúde do profissional da ciência forense.

As carnes foram colocadas em trechos expostos ao sol e outros com sombra, pois um dos objetivos era mostrar como o ambiente influencia no desenvolvimento de espécimes que eclodem e emergem em cadáveres. O professor Pablo – que é autor de vários livros da área forense, como “Introdução à Biologia Forense” – pretendia transmitir aos pós-graduandos sobre o Intervalo Pós-Morte (IPM), que envolve o período máximo e mínimo de tempo entre a morte e a descoberta do corpo da vítima e que pode ser determinado a partir de evidências entomológicas.

Durante a aula prática, os alunos fizeram levantamento fotográfico da coleta do material e anotações referentes às etapas. Posteriormente, cada equipe faria a identificação dos espécimes que irão emergir após o período da pupação, cujo casulo abriga os insetos adultos. A Entomologia Forense é muito utilizada pelos peritos criminais no mundo inteiro, especialmente para a determinação do dia em que uma vítima foi assassinada. Mas também é utilizada em outras situações, como Pablo Francez assinalou.

 

Carregando