Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Geraldo Alckmin pretende reabrir 20 mil leitos do SUS

Geraldo Alckmin se comprometeu a reabrir os mais de 20 mil leitos do SUS fechados no país por falta de recursos para custeio

Foto: Ciete Silvério

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, visitou na terça-feira (4) o Hospital Santa Marcelina, na zona leste de São Paulo. Ele destacou que o acesso à saúde é hoje uma das principais demandas dos brasileiros e se comprometeu a reabrir os mais de 20 mil leitos do SUS fechados no país por falta de recursos para custeio.

“Esse hospital emprega mais de 15 mil pessoas, o que deixa claro também a importância social da saúde. Vamos colocar os leitos fechados a serviço da população, e também investir em telemedicina e integrar os prontuários em rede, o que tornará o atendimento mais rápido”, disse. “É meu dever, como médico, priorizar a saúde. Vamos fazer mutirões para zerar as filas. Saúde é direito garantido pela Constituição, não um favor dos governantes”, completou.

O Santa Marcelina é gerido por uma Organização Social (OS). As OS têm se tornado alternativa para oferecer serviços públicos para mais pessoas, com mais qualidade, menor custo e maior eficácia. Em reunião com a administração da OS Casa de Saúde Santa Marcelina, Alckmin defendeu o modelo.

Na gestão em parceria com as OS, os governos são responsáveis pela contratação, avaliação e controle dos serviços prestados pelas entidades. Por meio de indicadores de qualidade, produtividade e avaliação econômico-financeira, o órgão público gerencia e monitora o cumprimento das metas e pactuações. Assim, a responsabilidade direta pela administração da unidade é das OS, mas o serviço de saúde continua sendo público – bens, mobiliários e equipamentos pertencem ao Estado.

Carregando