Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

2ª Edição do projeto Cinema Maranhense C.A.B.E tem como tema “Conversas com o Audiovisual”

Evento acontece nesta quinta-feira (20), às 19:00 hrs, no Centro Cultural Vale Maranhão, no Centro Histórico de São Luís

C.A.B.E projeto audiovisual que abre a discussão sobre produções cinematográficas no Maranhão. (Foto: Divulgação)

O “Pátio Aberto” apresenta, nesta quinta-feira (20), a segunda edição do “Conversas com o Audiovisual Brasileiro Experimental”. O projeto é uma iniciativa do cineasta Ramusyo Brasil e acontecerá no Centro Cultural Vale Maranhão, em São Luís, às 19h.

Durante o evento serão exibidos três curtas-metragens maranhenses: “Florações Jurema”, de Nayra Albuquerque, “Não é permitido sair com flores”, de Leandro Guterres, e “Angústia”, de Frederico Machado. Após a exibição, os cineastas participam de um bate-papo com o público, mediado por Ramusyo Brasil.

Sobre os filmes

“Florações Jurema” é feito através do enlace entre percepções físicas da realizadora atrás da câmera, e aspectos da vida de Dona Filomena, uma senhora que mantém práticas rituais afroindígenas de cura com ervas, e é sabedora dos mistérios ancestrais da Planta Jurema. O filme registra, em narrativa livre e afetiva desligada de explicações informativas, receitas de remédios naturais, o contato direto com a natureza e a fluidez de seus movimentos, a busca na mata por plantas que curam como a Jurema, e flashes que remetem à memória da personagem.

“Não é permitido sair com flores” trata de uma família que sobrevive num cemitério numa Lisboa distópica. Em 2017, foi selecionado para dez festivais internacionais de cinema e recebeu vários prêmios, entre eles o Prêmio de melhor Curta Metragem no Virgin Spring Cinefest na Índia e o de Melhor Drama Estrangeiro no Mediterranean Film Festival na Itália.

“Angústia”, por sua vez, trata da fragilidade humana. A sinopse resume: Um mercado humano faz um homem mergulhar em um abismo sem retorno. Sem ninguém para confiar sua tristeza, o homem desaba em sua dor. O curta recebeu os prêmios de Melhor filme e montagem no Festival Guarnicê em 2016.

No mês de outubro, acontecerá o último evento do “Conversas”, promovendo a discussão sobre a produção brasileira contemporânea no campo da videoarte.

O quê?

“Conversas com o Audiovisual Brasileiro Experimental”

Quando?

Na quinta-feira (20), às 19h

Onde?

Centro Cultural Vale Maranhão (Praia Grande)

Entrada gratuita

Carregando