Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Coletivo de Mulheres Negras nas Artes apresenta ‘Ousadia das Mulheres’ em São Luís

A atração cultural inédita integra a programação de setembro do Projeto Mostre Sua Cara

Coletivo de Mulheres Negras nas Artes Lélia Gonzalez apresenta nesta quinta o show ‘Ousadia das Mulheres’, (Foto: Divulgação)

O Coletivo de Mulheres Negras nas Artes Lélia Gonzalez vai apresentar nesta quinta-feira (20), às 12h30, a performance musical ‘Ousadia das Mulheres’. Aberto ao público, o show acontecerá no Auditório Central da Cidade Universitária Dom José Delgado, no Campus do Bacanga da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), em São Luís do Maranhão. A atração cultural inédita integra a programação de setembro do Projeto Mostre Sua Cara.

O projeto é uma realização do Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce) da Ufma, com apoio da Fundação Sousândrade, TV Ufma, Universidade Fm e Ascom/Ufma. Trabalhando com poesia e música, o Coletivo objetiva empoderar as mulheres negras. “O grupo apresentará poesias escritas por mulheres negras que lutam para ter visibilidade na sociedade,” disse a música e vocalista do grupo, Rosa Santos.

O grupo é formado pela musicista Rosa Santos, formada pela Ufma, e estudante de Letras; Aldenora Marcia, graduanda de Ciências Sociais; a educadora física Carla Algarves; a enfermeira Marluce Souza, a poeta Maysa Maranhão e a cabeleireira Priscila Batista. O Coletivo será acompanhado ainda pelos percussionistas Ricardo Oliveira, Cibica, Wellington Oliveira e Rafael Santos, graduando em música na Ufma.

A diretora do Dac e coordenadora do projeto, Fernanda Santos Pinheiro, destacou que o Coletivo envolverá o público com MPB, poesia e sua musica percussiva. O grupo foi fundado há quatro anos e possui ainda o Coral Canto do Uirapuru. “O Coletivo já realizou as performances Um Grito de Alerta e Poesia na Escadaria”, disse a diretora. O repertório é formado por grandes sucessos da música brasileira e regional, a exemplo de ‘Alguém me avisou’, de dona Ivone Lara; ‘Ponto de Nanã’, de Mariene de Castro; ‘Conto de areia’, de Clara Nunes; ‘Mulher do Akomabu’, de Iara; ‘Um sorriso negro’, de Ivone Lara; ‘Canto das Três Raças’; ‘Mulher Negra’; ‘Canto Para Oxum’, de Bantos Iguape, entre outros.

Carregando