Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sarney ataca Dino, Weverton e Eliziane durante evento em São Luís

Para Sarney, Flávio Dino, no pleito de 2022, pretende concorrer ao Senado e, por este motivo, está apoiando na disputa deste ano duas figuras inexpressivas

O ex-presidente José Sarney (MDB), líder maior da atual oposição maranhense e patriarca da família Sarney, parece não ter absolvido bem a repercussão negativa originária da descoberta de um jornal elaborado para atacar os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), candidatos ao Senado pelo grupo do governador Flávio Dino (PC do B), e cujos exemplares, impressos na Gráfica Escolar SA, de propriedade do Sistema Mirante de Comunicação, foram apreendidos ontem pela Polícia Federal.

Horas após o ocorrido, já no período da noite, Sarney participou de ato de campanha, em uma casa de eventos em São Luís, no qual disparou ataques contra Dino e os seus candidatos à Câmara Alta.

Visivelmente irritado, o ex-presidente, que estava acompanhado do seu neto, Adriano Sarney, e do seu filho caçula, Sarney Filho, ambos do PV, disse que, num eventualmente segundo turno, o atual governador sabe que irá perder a eleição para sua filha, Roseana Sarney (MDB).

Para Sarney, Flávio Dino, no pleito de 2022, pretende concorrer ao Senado e, por este motivo, está apoiando na disputa deste ano duas figuras inexpressivas.

O ex-presidente só não explicou ao público presente por quais motivos Weverton e Eliziane lideram, já com certa vantagem, todas as pesquisas de intenção de voto, deixando Sarney Filho se revezando nas terceira e quarta colocações juntamente com o senador Edison Lobão (MDB).

Reação – Em suas redes sociais, Dino e Eliziane comentaram os ataques disparados por Sarney.

“Ontem o chefe da oligarquia agrediu Weverton e Eliziane. Segundo ele, seriam “inexpressivos” e sem nível. Isso quer dizer que pessoas simples e de origem humilde não podem chegar ao Senado ? Só pessoas das famílias Sarney e Lobão?”, afirmou o comunista.

“O Sr Sarney quando se refere a mim e a @wevertonrocha como “inexpressivos” demonstra sua visão de mundo e de classe. Para ele o senado não é espaço para “este tipo de gente”, ele não percebeu q o Maranhão mudou e q o tempo q o senado passava de pai pra filho [email protected]”, reagiu a parlamentar.

Carregando