Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Suzano vai investir R$ 300 milhões no Maranhão

Anúncio de investimento foi feito em uma reunião que aconteceu nesta semana, entre o presidente da empresa, Walter Shalka e o governador do Estado, Flávio Dino

Foto: Reprodução

Com capacidade atual de produção de mais de um milhão e meio de toneladas de celulose por ano no Maranhão, além de 60 mil toneladas anuais de papéis sanitários, a Suzano Papel e celulose pretende investir mais R$ 300 Milhões no Estado por meio do Porto do Itaqui.

O anuncio de investimento foi feito em uma reunião que aconteceu na última terça, dia 09, entre o presidente da empresa, Walter Shalka e o governador do Estado, Flávio Dino.

A aplicação do capital prevê o aumento da participação e produção da indústria no porto maranhense. Além de ampliar a geração de emprego e renda.

Durante o encontro, o presidente da Suzano destacou o Maranhão como um importante polo de produção, não só para atender a região Norte e Nordeste, mas por ser um grande exportador de celulose, um dos maiores do Brasil. E disse ainda, que pretende continuar investindo no estado de forma muito clara e ao longo do tempo.

“Nós estamos muito satisfeitos com a nossa relação com o Governo, que tem sido uma relação republicana, construindo um novo Maranhão com muito investimento”, disse Shalka, exaltando as ações da fábrica de celulose, de papel higiênico e os futuros investimentos no Porto do Itaqui e na base florestal. “Essa é a nossa crença, investir no Maranhão de forma clara e progressiva ao longo do tempo”, completou.

O governador Flávio Dino comemorou o anúncio do investimento de R$ 300 milhões da Suzano no Porto do Itaqui para a construção de um berço e também um terminal de celulose. E disse que continua procurando os investidores, conversando sobre perspectivas da economia e novos investimentos no Maranhão”, pontuou o governador.

O governador do Maranhão tem participado de rodadas de conversa com grandes empresas que atuam no estado em busca do fortalecimento dos investimentos privados. Na segunda-feira, 08, o governador já havia conversado com o presidente da Vale, Fabio Schvartsman.

Carregando