Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia Federal prende ex-secretário de Saúde Ricardo Murad por desvio de R$ 2 milhões de órgão público

A prisão de Murad já havia sido pedida em 2015, mas foi negada pelo juiz federal Roberto Carvalho Veloso

Ricardo Murad, fez parte da campanha de Roseana Sarney nas eleições 2018. (Foto: Reprodução)

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (18) o ex-secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad. A prisão foi alvo da sexta fase da operação Sermão dos Peixes, que nessa nova fase foi intitulada Peixe Tobias, que investiga casos de desvios de dinheiro público.

Os agentes da Polícia Federal (PF) foram até a casa do ex-secretário nesta quinta para cumprir um mandado de prisão, mas não o encontraram. Segundo a assessoria da PF, Murad se apresentou em seguida, foi preso temporariamente e encaminhado ao Complexo Penitenciário de São Luís.

Em nota, a assessoria da Polícia Federal informou que: “após os procedimentos legais, os presos serão encaminhados ao sistema penitenciário estadual, onde permanecerão à disposição da justiça federal.”

Murad – que é político e também cunhado da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (MDB) -foi secretário estadual entre 2012 e 2014, durante o quarto mandato de Roseana no Maranhão. Sua prisão foi expedida pela 1ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Maranhão.

A PF apurou indícios de que, entre os anos de 2011 a 2013, aproximadamente R$ 2 milhões destinados ao sistema de saúde estadual foram desviados para uma empresa sediada na cidade de Imperatriz (MA), no qual Murad tinha vínculo. A polícia verificou ainda pagamentos mensais a blogueiros.

Carregando