Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Circuito de palestras ‘Mentes Criminosas’ reúne peritos e grande público

As palestras estão sendo promovidas pelo Instituto Nacional de Perícias e Ciências Forenses (Infor-MA)

Momento de uma das palestras do Circuito Mentes Criminosas. (Foto: Divulgação)

O “III Circuito Infor de Palestras Mentes Criminosas 2” está sendo um sucesso. O evento começou na quinta-feira (18) e será encerrado nesta sexta-feira (19), nos turnos matutino e vespertino, com ótimas apresentações sobre temas relacionados à ciência forense. As palestras, promovidas pelo Instituto Nacional de Perícias e Ciências Forenses (Infor-MA), estão ocorrendo na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão (PGJ), em São Luís, com um público diversificado.

Na programação do evento, todas as palestras são interessantes e importantes, como, por exemplo, a do perito criminal do Distrito Federal (DF) Cássio Thyone, intitulada “O maníaco de Luziânia-GO: aspectos criminológicos do serial killer”. Esse assassino em série é Adimar Jesus da Silva, que confessou ter matado seis jovens naquela cidade goiana e que foi encontrado morto em abril de 2010, em uma cela da Delegacia de Repressão a Narcóticos (Denarc). A Polícia Civil de Goiás afirmou, na época, que ele se enforcou com uma corda improvisada com o tecido do colchão.

Também palestrou no circuito o perito criminal Geyson Cunha, que discorreu sobre o banco de DNA criminal como uma nova ferramenta contra crimes em série no que tange à elucidação. Geyson, aliás, trabalha no Instituto de Genética Forense do Maranhão (IGF-MA), que, embora tenha sido inaugurado há pouco tempo, já é referência em todo o Brasil em virtude da produtividade dos servidores e da estrutura que essa instituição possui.

O renomado fotógrafo Leonardo Mendonça foi outro nome de peso do “Circuito Mentes Criminosas”, sendo que ele discorreu sobre a fotografia 360 como um mecanismo importante na Ciência Forense. O evento está sendo assistido por um público diversificado, que inclui jornalistas, peritos criminais, promotores de Justiça, advogados, magistrados, professores universitários, farmacêuticos, bombeiros militares, biólogos e acadêmicos.

O Infor-MA, que promove esse circuito, é uma instituição com muita credibilidade, sendo que oferece pós-graduação em Perícia Criminal, que já está em sua terceira turma e começará a quarta em breve. Essa especialização é composta por aulas práticas e teóricas, com diversos módulos, como os de Genética Forense, Fotografia Forense, Introdução à Criminalística, Balística Forense, Hematologia Forense e Metodologia Científica.

Graduados em qualquer curso superior podem se inscrever na pós-graduação. Para os interessados, o Infor-MA fica na Rua do Outeiro, Edifício Orlando Araújo, por trás do Hospital Português, no Centro de São Luís.

Carregando