Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

As duas faces da arte da palhaçaria no Palco Giratório na agenda desta quarta e quinta-feira

A arte da palhaçaria é uma tradição antiga e tão diversa quanto a história das artes cênicas, na qual está inserida

(Foto: Fabiano Faria)

A arte da palhaçaria é uma tradição antiga e tão diversa quanto a história das artes cênicas, na qual está inserida. Apresentando duas faces dessa rica linguagem que conquista todas as idades, o Sesc, instituição que integra o Sistema Fecomércio, encerra a edição 2018 com a La Cascata Cia Cômica e os espetáculos “Animo Festas” e “Precisa-se de um Mané”. O primeiro mostra o avesso do palhaço, um animador de festas maduro e fracassado que narra as suas memórias com doses de humor ácido, enquanto o segundo esbanja comicidade mesclando números clássicos a outros especialmente criados para esse encontro entre palhaço e os espectadores. As apresentações acontecem dias 24 e 25 de outubro, no Teatro Alcione Nazaré e Teatro Aldo Leite (Rua Grande), às 19h30 e 17h, respectivamente. Entradas gratuitas.

O palhaço Klaus nos narra seu submundo decadente como um animador de festas infantis. Ao som de rock, música francesa e canções infantis dos anos 1980, “Animo Festas” desnuda a máscara do palhaço com sarcasmo, colocando no centro do picadeiro uma pessoa que está à margem da sociedade em seu embate pessoal entre a fidelidade à arte que se propõe e a necessidade financeira de se ajustar ao mercado. Nesta narrativa solitária, as festas infantis são o pano de fundo para questões sobre a felicidade, o valor trabalho artístico e as escolhas que fazemos para viver ou sobreviver.

Com acessibilidade em libras, o espetáculo “Precisa-se de um Mané” é inspirado na palhaçaria tradicional. O enredo apresenta o simpático pateta Mané Pereira, um palhaço à procura de emprego, que consegue colocação para trabalhar num restaurante. Sua meta é fazer com que o cliente seja sempre bem atendido. Para isso, ele se torna garçom e cozinheiro, mas acaba provocando uma confusão atrás da outra. A montagem propõe, brincando, uma reflexão sobre a gentileza.

Os dois personagens são interpretados pelo ator, diretor e cenógrafo Márcio Douglas, que integra a La Cascata Cia Cômica. Tendo o oficio do riso como caminho e o palhaço como caminhante, no ano de 2005 surgiu a La Cascata Cia. Cômica. Esta companhia teatral pesquisa a linguagem cômica, expressões artísticas onde o palhaço se manifeste e o aprofundamento na máscara do palhaço.

Programação

24.10 (quarta-feira)

19h30 – Espetáculo “Animo Festas” /La Cascata Cia Cômica / SP

Local: Teatro Alcione Nazaré

O universo do palhaço é personificado na sombria figura de Klaus, que narra suas memórias em festas infantis. Klaus sobrevive de performances em festas infantis e narra suas memórias no submundo desses eventos, ao som de rock, música francesa e trilhas infantis dos anos 1980. O paulistano Marcio Douglas, criador da La Cascata Cia. Cômica, encarna o anti-herói da palhaçaria. Esse freakshow de humor ácido reflete sobre questões como o valor do trabalho artístico, a felicidade e a sobrevivência.

Circo
Classificação: 18 anos
50 minutos

25.10 (quinta-feira)

Acessibilidade em libras

17h – Espetáculo “Precisa-se de um Mané” / La Cascata Cia Cômica / SP

Local: Cine Teatro Aldo Leite

“Precisa-se de um Mané” mostra o palhaço Mané, um simpático pateta que consegue uma vaga para trabalhar num restaurante. Sua missão é simples: que o cliente seja bem atendido! Para isso torna-se o garçom e o cozinheiro provocando uma sucessão de confusões.

Circo

Classificação: livre

50 minutos

Carregando