Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Choro carioca no RicoChoro ComVida no Espigão Costeiro da Ponta d’Areia

Dois dos mais respeitados nomes da música instrumental brasileira, os instrumentistas cariocas Rodrigo Lessa e Mário Sève são os convidados da próxima edição de RicoChoro ComVida na Praça

Rodrigo Lessa. (Foto: Divulgação)

O Espigão Costeiro da Ponta d’Areia será o palco da próxima edição do projeto RicoChoro ComVida na Praça. O evento acontece sábado (27), às 19h, com entrada franca. Um dos mais belos cartões postais da capital maranhense terá como atrações o dj Marco Antonio (Vinil Social Clube), Wendell Cosme e Conjunto e os cariocas Rodrigo Lessa e Mário Sève – uma banda do grupo Nó em Pingo d’Água.

Vinil Social Clube – Não é à toa o codinome artístico escolhido pelo dj Marco Antonio. O set list que prepara carinhosamente a cada convite de RicoChoro ComVida na Praça, além de preparar o terreno para a música ao vivo que será executada no palco, na sequência, é um desfile de afetos. Impossível não se emocionar com aquele samba que todo mundo cantarola ou assobia, às vezes sem saber o compositor, sem saber sequer quem gravou a música, entranhada no imaginário coletivo. Mas impossível não ficar também de boca aberta diante de cada raridade, cada beleza, cada música que ele toca, que coloca o público para dançar ou reverenciar a grandeza de nossos mestres. É o vinil fazendo o social, a música que Marco Antonio extrai dos velhos bolachões, promovendo encontros e reencontros, a vida, esta arte que sempre merece um brinde.

Wendell Cosme – Bandolinista e cavaquinhista de talento reconhecido, o jovem Wendell Cosme é um virtuose que vem se dedicando à música, sobretudo instrumental, mas também à produção e à composição. Integra os grupos Argumento e Quarteto Cazumbá, recentemente assinou produção e direção musical de “Batalhão de rosas” [2018], terceiro disco da cantora Lena Machado, e está gravando seu cd solo de estreia, por enquanto sem título e sem data de lançamento prevista. Parte do show que apresenta com seu Conjunto, que passou pelo palco do Lençóis Jazz e Blues Festival este ano, é formado de temas instrumentais de sua própria autoria. Uma das marcas do trabalho é a mistura de ritmos típicos da cultura popular do Maranhão ao choro propriamente dito, mas também um passeio por gêneros como o frevo e o baião, influências que perpassam também o trabalho de referências fundamentais para seu trabalho, como Jacob do Bandolim e Waldir Azevedo – que não à toa também comparecem ao repertório. Além de Wendell Cosme (bandolim 10 cordas e cavaquinho seis cordas), o grupo é formado por João Eudes (violão sete cordas), Lee Fan (flauta e saxofone), Wanderson Silva (percussão) e Bruno Agrella (bateria).

Lessa – Bandolinista e violonista, Rodrigo Lessa integra os grupos Nó em Pingo d’Água, um dos mais respeitados na cena Choro do Brasil, e Pagode Jazz Sardinha’s Club, que tem um Prêmio Tim (hoje Prêmio da Música Brasileira) na bagagem, conquistado em 2004, de melhor grupo instrumental. Compositor, arranjador, produtor e instrumentista, já emprestou seus dotes artísticos a trabalhos de gigantes da música brasileira como Chico Buarque, Ney Matogrosso e Paulinho da Viola, para citar apenas uns poucos. Além dos grupos que integra e dos artistas que acompanha, tem consolidada carreira solo, com quatro discos gravados: “Solbambá” [1997], “Feito à mão” [2001], “Fora de esquadro” [2004], que dividiu com o cantor e compositor Mauro Aguiar, “No bangalô da bandola” [2004], em que além de tocar bandolim – a bandola do título –, assina arranjos e suas composições assumem a influência de ritmos caribenhos. Não é de se estranhar: sua obra é marcada pela mistura de samba, choro e funk. “Ilhas mestiças” [2007], seu quinto disco, une musicalmente seu Rio de Janeiro natal a nações musicais como Cabo Verde e Cuba.

Sève – O currículo do instrumentista, compositor e arranjador Mário Sève também é invejável. Não só pela formação acadêmica – doutorando e mestre em Musicologia pela Unirio –, mas pela carreira consolidada, com suas flautas e saxofones emoldurando o trabalho de nomes como Paulinho da Viola (cuja banda integra há mais de 20 anos), Alceu Valença, Carol Saboya, Clara Sandroni, Cecilia Stanzioni, Geraldo Azevedo, Guinga, Ivan Lins, Leila Pinheiro, Mônica Salmaso, Moraes Moreira, Ney Matogrosso, Roberta Sá e Zeca Pagodinho. Sève é fundador dos grupos Nó em Pingo d’Água – no qual é companheiro de Lessa – e Aquarela Brasileira, com os quais gravou 13 discos e recebeu diversos prêmios. Seu cd solo, o ótimo “Casa de todo mundo” [Núcleo Contemporâneo, 2007], abrigou parcerias com Pedro Luís, Nelson Ângelo, Suely Mesquita e Sérgio Natureza.

Acessibilidade — Todas as edições de RicoChoro ComVida na Praça garantem a presença confortável de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O projeto itinerante conta com banheiros acessíveis, assentos preferenciais com sinalização, audiodescrição e tradução simultânea em libras.

RicoChoro ComVida na Praça é uma realização de Eurica Produções, Girassol Produções Artísticas e RicoChoro Produções Culturais, com patrocínio de TVN, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Maranhão.

Serviço

O quê: quarta edição da temporada 2018 do projeto RicoChoro ComVida na Praça

Quem: dj Marco Antonio (Vinil Social Clube), Wendell Cosme e Conjunto, Rodrigo Lessa e Mário Sève

Quando: dia 27 de outubro (sábado), às 19h

Onde: Espigão Costeiro (Ponta d’Areia)

Quanto: grátis

Redes sociais: facebook/instagram: @ricochorocomvida

Patrocínio: TVN, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Maranhão

Carregando