Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nova edição do Parlamento Estudantil acontecerá dia 23 de novembro

O objetivo é estimular os estudantes maranhenses a refletir sobre política local e nacional, bem como exercitar a cidadania

Foto: Reprodução

A Assembleia Legislativa do Maranhão realizará, no próximo dia 23, às 14h, no Plenário “Nagib Haickel”, mais uma edição do Parlamento Estudantil, desta vez com o lema “Uma Lição de Democracia”. O programa, que teve mais de 90 alunos inscritos, contará com a participação de 22 participantes, sendo 18 do interior e quatro da capital. O objetivo é estimular os estudantes maranhenses a refletir sobre política local e nacional, bem como exercitar a cidadania.

Segundo o consultor geral legislativo, Aristides Lobão Neto, já está tudo pronto para o início dos trabalhos. Os alunos, todos oriundos de escolas públicas estaduais, virão de cidades como Matinha, Colinas, São Luís, São João dos Patos, Barão de Grajaú, entre outras.

“Nós damos prioridade a todas as escolas. O que ocorre é que, do ano passado para cá, percebemos que os alunos do interior estão participando em maior número do processo seletivo, que se dá por meio de um convênio celebrado entre a Assembleia e a Secretaria de Estado da Educação”, disse o consultor Aristides Lobão Neto, enfatizando que o processo seletivo é aberto a todos os alunos da rede pública estadual e da rede particular.

Inovação

Este ano, houve inovação no processo seletivo. Aristides Lobão Neto afirmou que, até ano passado, a inscrição era feita conjuntamente com a do Parlamento Estadual de Brasília, mas que, desta vez, o aluno teve de fazer uma seleção para Brasília e outra para o Maranhão, ou seja, teve de apresentar dois projetos de lei. “Isso aconteceu porque a percebemos que no ano passado, muitos projetos selecionados eram ligados a temas que devem ser discutidos a nível federal. Logo, para evitarmos esse tipo de problema, dividimos as inscrições onde os alunos fazem um projeto para Brasília e outro para o Maranhão”, explicou Aristides Lobão Neto.

Ele enfatizou que o Parlamento Estudantil é interessante porque é um programa da Assembleia que, de certa forma, aproxima a juventude e dá oportunidade para que cada um dos participantes conheça um pouco mais do processo legislativo.

“É uma maneira também de aproximar a Assembleia da sociedade. É um programa que traz a sociedade para dentro do Parlamento. Não necessariamente os projetos de leis apresentados serão transformados em lei, mas um deputado, comissão ou Mesa Diretora poderá incorporar as ideias e dá entrada para que a matéria tramite na Casa. O que nós fazemos é uma simulação”, finalizou.

Carregando