Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Celebração dos 45 anos terá mostra da coleção Assis Chateaubriand

Exposição comemorativa dos 45 anos do Museu Histórico e Artístico do Maranhão abre nesta quinta-feira, 22, às 19h

Exposição comemorativa dos 45 anos do Museu Histórico e Artístico do Maranhão abre nesta quinta-feira, 22, às 19h. (Foto: Divulgação)

Exposição comemorativa dos 45 anos do Museu Histórico e Artístico do Maranhão abre nesta quinta-feira, 22, às 19h, com o título ‘A Coleção Assis Chateaubriand do MHAM: um recorte do tempo’. A mostra ficará aberta ao público até dia 10 de março de 2019 na Galeria Floriano Teixeira do MHAM, localizada na rua do Sol, 302, centro de São Luís.

“Em 2018 o MHAM completa 45 anos de preservação e comunicação da nossa história e por ocasião do seu aniversário escolhemos expor as obras da Coleção Assis Chateaubriand, que há 30 anos integram nosso acervo. Para a exposição selecionou-se 34 obras, entre o conjunto de 42 trabalhos doados”, informou a diretora do Museu, Carolla Ramos.

A curadoria da mostra é dos professores da Universidade Federal do Maranhão, Regiane Aparecida Caire da Silva e José Marcelo do Espírito Santo, que desenvolvem a pesquisa ‘A contribuição de Assis Chateaubriand na formação do acervo artístico do Maranhão’.

Entre as 42 obras doadas ao Maranhão estão trabalhos de destaque como a serigrafia ‘Tauromaquia’ (1950), de Pablo Picasso, e ‘Retrato de Uma Jovem’, reprodução de uma obra de 1852 do pintor austríaco Ferdinand Krumholz, um dos mais populares retratistas do Segundo Império.

Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo (1892-1968) foi advogado, jornalista, empresário e mecenas das artes. Entre 1965 e fins de 1967 lançou a Campanha Nacional de Museus Regionais (CNMR) com o intuito de descentralizar o eixo artístico Rio de Janeiro – São Paulo, formando coleções em várias regiões brasileiras.

A criação do Museu Regional do Maranhão não ocorreu como se esperava, apesar de estar na lista das pretensões do empresário. No entanto, a doação das 42 obras foi realizada por Chateaubriand em 1968, mas somente chegou ao seu destino em 1988, ficando durante 20 anos sob a guarda do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

O MHAM foi inaugurado somente em 1973 com acervo bem heterogêneo, incluindo mobiliário, livros, louças além das obras de arte que figuram como decoração de seus espaços museológicos, representando uma típica casa/solar maranhense do século 19.

Serviço:

O que: Abertura da exposição ‘A Coleção Assis Chateaubriand do MHAM: um recorte do tempo’;

Quando: 22 de novembro (quinta-feira), às 19h;

Onde: Rua do Sol, 302, Centro, centro de São Luís.

Carregando