Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Júri dos acusados da morte de prefeito é remarcado para dezembro

O crime aconteceu em 6 de março de 2007, em uma emboscada no município de Itapecuru-Mirim

O prefeito “Bertin” foi morto em uma emboscada em 2007. (Foto: Divulgação)

Foi remarcado, para o próximo dia 10 de dezembro, o Júri Popular dos acusados do assassinato do prefeito de Presidente Vargas, Raimundo Bartolomeu Santos Aguiar, o “Bertin”. Os réus seriam ouvidos nesta segunda-feira (26), mas os advogados de dois envolvidos solicitaram o adiamento. O crime aconteceu em 6 de março de 2007, em uma emboscada no município de Itapecuru-Mirim.

Os acusados são os policiais militares José Evangelista Duarte Santos, Raimundo Nonato Gomes Salgado e Benedito Manoel Martins Serrão. A magistrada Mirella Freitas, presidente do Tribunal do Júri da 2ª Vara de Itapecuru-Mirim, acatou o pedido dos advogados dos dois primeiros réus. A defesa de Evangelista solicitou a intimação de novas testemunhas. Já a de Raimundo alegou mais tempo para preparar os argumentos, uma vez que houve troca de advogado.

A juíza, então, decidiu remarcar o julgamento, no auditório da Câmara Municipal de Itapecuru-Mirim. Segundo a Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão (CGJMA), “os jurados, testemunhas, réus, Ministério Público e advogados já saíram do ato intimados da nova data”. Importante frisar que, além do homicídio, os réus também respondem por tentativa de homicídio contra Pedro Pereira de Albuquerque, o “Pedro Pote”, na mesma emboscada.

 

Carregando