Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Bira se despede da Assembleia Legislativa e reafirma compromissos para Câmara Federal

Para o parlamentar, dois mandatos muito intensos, duas experiências absolutamente representativas e cada uma com sua característica

Foto: Reprodução

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) subiu à tribuna para se despedir e agradecer os dois mandatos na Assembleia Legislativa do Maranhão. Durante o pronunciamento, o parlamentar lembrou também a atuação que teve como secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação do governo Flávio Dino (PCdoB). O parlamentar, que foi eleito deputado Federal segue, no próximo ano, para Brasília. A diplomação acontece nesta terça-feira (18), em São Luís, e a posse no dia primeiro de fevereiro, em Brasília.

Para o parlamentar, dois mandatos muito intensos, duas experiências absolutamente representativas e cada uma com sua característica. O primeiro mandato foi marcado pela forte atuação na oposição ao lado dos deputados Othelino Neto, Rubens Junior e Marcelo Tavares. “Fizemos grande debates e embates de forma democrática, responsável, na postura e na linha de oposição”, lembrou.

Na atual legislatura, o parlamentar foi um dos principais parlamentares da base do governo Flávio Dino. Experiência que, segundo ele, também é motivo de muito orgulho porque, como deputado de situação, defendeu um governo que marcou e marca fortemente a presença na história do Maranhão, ajudando a mudar a vida das pessoas.

“O governo Flávio Dino, que eu ajudei a eleger com muita honra, não só no momento de eleição, mas toda uma trajetória de militância. Sempre tivemos na mesma trilha, do mesmo lado e, finalmente, conseguimos esse feito extraordinário que foi ganhar a eleição no Maranhão em primeiro turno. E ao final do primeiro mandato foi eleito o melhor governador do Brasil”, frisou.

Bira do Pindaré deu importante contribuição ao governo de Flávio, como parlamentar e como secretário da Ciência e Tecnologia. “Sem dúvida nenhuma, uma experiência extraordinária durante esse período, porque, como secretário de Ciência e Tecnologia, a gente pôde dar uma das maiores contribuições que eu já pude fazer na minha vida em favor do povo”, declarou ele que fundou a rede de escolas técnicas implantada no estado do Maranhão com o Instituto de Educação, Ciências e Tecnologia (IEMA).

Ao todo, são treze municípios com escolas plenas e quatorze com unidades vocacionais. A aprovação foi tamanha que o governador assumiu o compromisso de ampliar para 100 unidades, contemplando todo o Maranhão. “É um projeto de sucesso, que ganhou reconhecimento internacional. A Unesco já deu o seu carimbo, reconhecendo que a rede do IEMA é uma rede de escolas com padrão internacional, isso tem uma representatividade muito grande para a vida das pessoas, sobretudo daquelas que precisam apenas de uma oportunidade para traçar um rumo na vida e ter uma condição de vida digna”, completou.

O socialista lembrou ainda da luta em favor da criação da Universidade da Região Tocantina do Estado do Maranhão (Uemasul), dos Aulões do Enem e do Programa Cidadão do Mundo. “Pela primeira vez na história do Maranhão pessoas de origem pobre, de escolas públicas estão tendo a chance de fazer um intercâmbio internacional, para ter uma chance de aprender o idioma e de acrescentar na sua trajetória acadêmica, algo que é único na história de vida de qualquer pessoa, sobretudo de quem vem lá de baixo”, endossou.

Como deputado estadual nestes oito anos, o deputado deixou cento e dezesseis projetos de lei, setecentos e onze indicações, duzentos e quarenta requerimentos, setenta e seis moções, seis títulos de Cidadão Maranhense, sessenta e quatro audiências públicas, duas Moções contra as privatizações de bancos públicos e empresas públicas, além de diversas audiências populares e reuniões em comunidades.

“As pessoas podem nos criticar em muito daquilo que fizemos porque é impossível agradar todo mundo, mas, certamente, não poderão dizer que o deputado Bira não foi atuante ou não teve presença nesta Casa, ou que não foi frequente, ou que não foi ético, ou que não foi digno. E isso é o que carrego de quão maior orgulho é a nossa postura aqui nesta Assembleia, seja na primeira legislatura ou seja na segunda”, acrescentou.

Das proposições que aprovadas, ele destacou a priorização da contratação de mão de obra local na construção civil; a lei que garantiu a consolidação dos limites territoriais dos quatro municípios da Ilha, algo que aguardava solução há trinta anos e que ele resolveu em menos de seis meses. Teve ainda a lei dos bicicletários; da política de agroecologia do Estado e da política de cooperativismo, além das referências simbólicas, como é o caso do Dia da Balaiada.

O deputado concluiu o pronunciamento agradecendo a Deus, a família dele, os assessores, servidores da Assembleia, lideranças, apoiadores e a todas as pessoas que contribuíram para o sucesso dos dois mandatos. “Agradecer o povo maranhense que sempre foi generoso comigo, desde a eleição de senador, depois as duas eleições como deputado estadual, sem nenhum prefeito, eleição popular, eleição no braço, gastando sola de sapato, já tem três pares naquela parede, quem conhece o meu gabinete sabe disso, e agora ganhou mais um par de sapato, porque nós gastamos sola de sapato para alcançar noventa e nove mil quinhentos e noventa e oito votos nesse estado do Maranhão”, afirmou.

Dentre as lideranças Sindicais, ele citou a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão (Fetaema). Os prefeitos de Timon, Luciano Leitoa; de Santa Luzia do Paruá, Plácido de Holanda; e de Serrano, Maguila, também foram citados. Ao final, agradeceu ao governador Flávio Dino (PCdoB), sobretudo pela oportunidade de ser secretário da Ciência e Tecnologia, deixando marcas importantes na gestão pública.

“Agora a nossa missão é no Congresso Nacional. Estaremos lá a partir do dia 1º de fevereiro, tomando posse para representar o Maranhão e para representar o Brasil. E podem ter certeza que nós vamos fazer da mesma forma que fizemos aqui, com a mesma determinação, o mesmo empenho do lado do povo. Defendendo os direitos da população, defendendo o Estado do Maranhão, buscando mais recursos, mais condição para nossa população, enfim, cumprindo o nosso papel para o qual a população nos designou nessa missão honrosa de ser deputado federal pelo Estado do Maranhão”, concluiu.

Carregando