Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Brasileiros gastam 14% do salário em cerveja, diz estudo

Um recente estudo alemão investigou o preço de 500 ml de cerveja em 48 cidades do mundo e relacionou-os com o piso salarial de cada localidade

Brasileiros gastam 14% do salário em cerveja, diz estudo. (Foto: © Fournis par KIOSK)

Um recente estudo alemão investigou o preço de 500 ml de cerveja em 48 cidades do mundo e relacionou-os com o piso salarial de cada localidade. Concluiu-se que o brasileiro gasta, em média, 14% do salário mínimo com a bebida – o que corresponde a cerca de seis litros de cerveja por mês.

De acordo com o levantamento feito pelo Deutsche Bank, a cerveja mais cara do mundo é vendida em Dubai, nos Emirados Árabes, por cerca de R$ 46,00 a cada meio litro. Em segundo lugar está Oslo, na Noruega, com R$ 39,00. Em São Paulo, paga-se quase R$ 14,00 por esta mesma quantidade da bebida e os cariocas desembolsam cerca de R$ 12,00.

Deve-se levar em consideração, porém, o efeito da taxa de câmbio e a depreciação do real perante o dólar nos últimos anos (moeda na qual a instituição se baseou para fazer os cálculos do estudo). A título de comparação, os tchecos, que consomem 12 litros mensais, comprometem aproximadamente 7% do seu salário com cerveja – caso ganhem o mínimo. Os alemães, que bebem nove litros, gastam 5% e os belgas, com seis litros por mês, cerca de 4% – aproximadamente três vezes menos que os cariocas ou os paulistas.

Os dados sobre o consumo de cerveja em diferentes países indicam que os tchecos são os maiores consumidores da bebida, enquanto os brasileiros ocupam a 27ª colocação neste ranking.

Carregando