Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Infraero afirma que aeroporto de São Luís tem estrutura homologada para receber voos domésticos e internacionais

Na noite dessa terça-feira (22), o secretário de Cultura e Turismo do Maranhão, Diego Galdino, afirmou que o aeroporto de São Luís foi entregue pela Infraero em “situação nada agradável.”

Foto: Reprodução

A Infraero afirmou nesta quarta-feira (23), por meio de nota encaminhada ao Jornal Pequeno, que o Aeroporto de São Luís tem estrutura homologada para receber voos domésticos e internacionais. Na noite dessa terça-feira (22), o secretário de Cultura e Turismo do Maranhão, Diego Galdino, afirmou que o aeroporto de São Luís foi entregue pela Infraero em “situação nada agradável.”

Segundo Galdino, após quase uma década de reformas, “a Infraero entregou um aeroporto em condições longe do ideal, novos terminais sem fingers (numa cidade onde chove quase seis meses no anos) e sem estrutura para operação de voos internacionais fixos, exigindo uma antecedência de quase um mês de contato com Polícia Federal e Receita Federal por cada operação.”

Já a Infraero afirma que o aeroporto Cunha Machado conta com três pontes de embarque – duas em funcionamento e uma em revitalização –  e áreas para embarque e desembarque remoto (sem finger), como em diversos aeroportos do Brasil e do mundo. Com essas instalações, afirma a nota da Infraero, o aeroporto pode receber 5 milhões de passageiros por ano, o que atende com facilidade a demanda da cidade, que recebeu 1,4 milhão de embarques e desembarques em 2018.

Ainda segundo a empresa, “é equivocado dizer que o aeroporto está sem estrutura para operação de voos internacionais fixos.”

Sobre a situação da Polícia Federal e Receita Federal, a Infraero diz se tratar de outro equivoco do secretário Diego Galdino. “Sobre a antecedência de quase um mês de contato com Polícia Federal e Receita Federal por cada operação, outro equívoco. Isso porque a empresa aérea poderá, conforme portaria 440/2018 da ANAC, alterar sua programação ou solicitar novos voos, até 24 horas antes da data da operação. Além disso, as atividades da Polícia Federal e da Receita Federal são feitas de acordo com as normas de alfandegamento vigentes, que exigem comunicação formal da Infraero com antecedência mínima de 48 horas. Logo, a demanda dos operadores aéreos tem sido atendida com agilidade”, destaca a empresa.

Já sobre a suspensão dos voos da Latam com destino ao Rio de Janeiro, a Infraero afirma que recebeu pedido pontual da empresa aérea para reduzir a frequência de voo entre São Luís e Rio de Janeiro/Galeão. “Essa decisão de mudar frequências, bem como a de abrir ou fechar rotas domésticos ou internacionais, regular ou de temporada, é de exclusividade da companhia. A Infraero, por sua vez, está à disposição das empresas aéreas que queiram operar em São Luís para discutir as melhores formas de atender aos passageiros que venham visitar o Estado do Maranhão”, finaliza a nota encaminhada pela Infraero.

 

Carregando