Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Deputado Fábio Macedo pede desculpas e atribui comportamento a ‘alcoolismo e depressão’

O parlamentar atribuiu seu destempero emocional e verbal ao consumo excessivo de álcool, aliado à ingestão de medicamentos

Foto: Reprodução

O deputado estadual maranhense Fábio Macedo (PDT) – que foi preso na madrugada deste sábado (9), após ser acusado de agredir um cantor e um policial militar, em Teresina (PI), além de ameaçar PMs de morte – postou agora à tarde uma nota no Instagram pedindo desculpas pelo episódio.

O parlamentar atribuiu seu destempero emocional e verbal ao consumo excessivo de álcool, aliado à ingestão de medicamentos. Logo em seguida, no entanto, o parlamentar maranhense apagou a postagem.

Veja a íntegra da postagem:

“Aos maranhenses que me elegeram e confiaram em mim como seu legítimo representante, peço as mais sinceras desculpas por meu descontrole emocional na última madrugada, onde após o consumo de bebidas alcoólicas, misturadas com medicações para tratamento de saúde, me envolvi em uma confusão em um bar na cidade de Teresina. Nada justifica minhas atitudes e, como homem que sou, assumirei todas as responsabilidades, inclusive peço desculpas ao cantor Léo Cachorrão e à Corporação da Polícia de Teresina, a quem tenho muito respeito e admiro. À minha família, que são minha base, suporte e apoio, também devo desculpas pela exposição, onde foram ditas inverdades em momentos de embriaguez e falta de lucidez.

Chegar a este momento é muito difícil e até doloroso mas a verdade deve ser dita, não para me justificar ou fugir de minhas responsabilidades mas para que possam entender o que tenho passado nos últimos dois anos. Depois da realização de uma cirurgia, à qual fui submetido para a retirada de um balão gástrico, que estava me causando várias complicações de saúde, tive novamente uma recaída na depressão, algo com que convivi parte da minha vida e que pensei ter sido superado por completo. Além da depressão, passei a ter problemas com alcoolismo, meu organismo não consegue mais processar o consumo de bebidas corretamente, qualquer quantidade faz com que logo eu perca a razão e o controle emocional, algo que trouxe um peso enorme para minha vida, assim como a meus pais, irmãos, esposa e filhos, que todo este tempo tem lutado ao meu lado, me dando forças para continuar seguindo. Infelizmente nos últimos dias tive sucessivas recaídas, algo de que não me orgulho. O alcoolismo, assim como a depressão, infelizmente, são doenças graves. Dessa forma me comprometo em continuar com o tratamento de saúde para superar essa condição”.

Leo Cachorrão divulga nota – O cantor Leo Cachorrão também se manifestou sobre o incidente. Primeiro, para negar que o motivo tenha sido financeiro, ou seja, que Fábio Macedo tenha discutido com ele devido a uma cobrança de um suposto débito de 150 mil reais, conforme notícias de Teresina passadas a O INFORMANTE. Segundo o cantor, a confusão foi apenas porque o parlamentar queria tomar o microfone da sua mão para cantar. “Não se tratava de festa particular e o público foi lá para assistir à banda”, esclareceu Leo Cachorrão, ao justificar a negativa em ceder o microfone.

“Estou bem, felizmente não sofri nenhum dano físico. Um músico da banda foi atingido, mas já foi medicado, e todas as medidas cabíveis já foram tomadas”, acrescentou o cantor, finalizando: “Lamento profundamente o ocorrido. Estava apenas fazendo o meu trabalho, com muita responsabilidade e respeito ao público. Espero que esse triste episódio não se repita, para que outros colegas de profissão não passem por esse tipo de situação”.

 

Carregando